Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 26 Setembro |
São Cosme e São Damião
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Após conquistar o Vale do Silício, ela decidiu se dedicar a Deus

MONTSE MEDINA

@Deloitte_ES

Dolors Massot - publicado em 14/09/22

Montserrat Medina vendeu sua primeira startup para o Paypal e, aos 34 anos, já era sócia da Deloitte, uma das maiores empresas de consultoria e auditoria do mundo. Agora é a Deus que a jovem empreendedora decidiu prestar contas

Esta é, de fato, o que chamamos de uma carreira meteórica! A jornada de Montserrat Medina Martínez, agora com 37 anos, impressiona e surpreende. Em 2019, a edição espanhola da famosa revista Business Insidera colocou entre os “21 jovens espanhóis de 35 anos (ou menos) que estão revolucionando o mundo das startups”. E por um bom motivo: essa engenheira de Valência, na Espanha, recebeu uma bolsa para fazer doutorado em matemática na Universidade de Stanford. Os estudos a prepararam para o empreendedorismo

Como consequência, Montserrat fundou a Jetlore, uma startup sediada no Vale do Silício, na Califórnia, que fornecia dados a grandes corporações, a fim de oferecer conteúdo “sob medida” para seus clientes. 

A empresa, que simplesmente revolucionou o e-mail marketing, permitiu que grandes grupos, como o eBay, por exemplo, aumentassem suas vendas por meio desse canal. Diante do sucesso, o Paypal acabou adquirindo a Jetlore alguns anos depois.

Carreira em ascensão

E como o sucesso não espera o número de anos, Montserrat Medina seguiu sua carreira a todo vapor. Ela se tornou sócia da Deloitte, uma das quatro maiores empresas de consultoria e auditoria do mundo. Mas, depois de dois anos à frente do departamento de dados e inteligência artificial dessa grande companhia, a jovem sentia que faltava algo em sua vida. Ela, então, se reinventou e adotou um caminho singular.

Do Vale do Silício ao Mosteiro de Santa Ana

Foi no Mosteiro das Agostinianas Contemplativas de Santa Ana, localizado na cidade de Sant Mateu, em Castellón, leste da Espanha, que Montserrat decidiu se tornar freira. Antes de “desaparecer”, no fim de 2020, ela enviou uma carta aos seus associados da Deloitte para explicar sua decisão. Ela explica que o sucesso e o dinheiro não a faziam feliz e que ela estava sempre em busca de algo mais. 

Ao responder ao chamado do Senhor, ela afirma ter encontrado “o tesouro” de que fala o Evangelho. “Infelizmente, tenho que me despedir da Deloitte. Resolvi deixar tudo e responder ao que acredito ser um chamado de Deus para segui-lo mais de perto”, explica ela no preâmbulo. “Deixo aqui meu testemunho no qual abro meu coração para ajudá-los a entender, com a graça de Deus, minha decisão.”

“Vazio na alma”

As palavras de Montserrat são emocionantes e devem ressoar particularmente entre os jovens graduados que ainda estão procurando seu caminho no mundo profissional. “Usei todos os talentos que a infinita bondade de nosso Deus me concedeu, mas usei-os para minha própria glória e para acumular riquezas neste mundo”, continua a jovem. “Eu explorei os talentos que recebi e busquei apenas meus próprios interesses mundanos, enganando a mim mesma. Longe de me fazer feliz, porém, essa atitude só exacerbou um vazio crescente em minha alma.”

“Não sei por que o amor de Deus me deu talentos de graça, pois eu não fiz nada para merecer. Mas eles me permitiram trabalhar e florescer como pessoa por todos esses anos”, ela admite. “Da mesma forma, não sei que planos Ele tem para mim daqui para frente. A única coisa que sei com certeza é que encontrei ‘meu tesouro’. […] Sinto que, ao atender este chamado, minha vida ganha um novo sentido, o que me faz sentir abençoada e feliz.”

Tags:
freirasReligiososVocação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia