Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 03 Outubro |
Santos André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Mo...
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Meio milhão de crianças podem morrer: a Somália à beira da fome

AFRICA

Abukar Mohamed Muhudin | Anadolu Agency via AFP

John Burger - publicado em 15/09/22 - atualizado em 14/09/22

Se a comunidade internacional esperar pela declaração oficial, dezenas de milhares de pessoas já poderão estar mortas

Diante da ausência da quinta estação chuvosa consecutiva, a Somália está à beira de uma grande fome. Mas quando a comunidade internacional reconhecer formalmente a crise como tal, dezenas de milhares de pessoas poderão já estar mortas.

Peter Maurer, o presidente do Comité Internacional da Cruz Vermelha, advertiu que se a comunidade internacional esperar para tomar medidas até que uma fome seja oficialmente declarada, “dezenas de milhares de pessoas já terão morrido”, segundo a agência noticiosa alemã DW.

Espera-se que os carregamentos de cereais da Ucrânia – ao abrigo de um acordo negociado com a ONU para permitir a passagem de navios pelo Mar Negro – aliviem parte do sofrimento. Antes da invasão russa da Ucrânia a 24 de Fevereiro, a Somália importava 90% do seu trigo da Ucrânia e da Rússia. A guerra de seis meses tem contribuído para a insegurança alimentar em locais como a Somália.

Mas uma série de outros fatores, tais como conflito e clima, estão a apresentar sérios desafios também para o Corno de África.

“A África Oriental – uma região do continente que inclui a Etiópia, Sudão, Sudão do Sul, Somália, Quénia, Eritreia e Jibuti – está no meio de uma intensa crise de fome”, diz a Catholic Relief Services.

“A combinação de conflitos em curso, instabilidade política, seca, inundações, COVID-19, e inflação deixou mais de 50 milhões de pessoas na região com necessidade de ajuda alimentar de emergência. Só os choques climáticos causaram deslocamentos em grande escala e grandes perdas de colheitas e de gado”.

Situação vai piorar

O número de pessoas com grande necessidade de ajuda humanitária de emergência na Somália aumentou de 4,1 milhões no início de 2022 para 7,1 milhões.

“A situação deverá deteriorar-se até 2023”, disse Francesco Rocca, presidente da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, numa conferência de imprensa em Genebra. O que está a ser feito é “mínimo em comparação com as enormes necessidades” da região, acrescentou ele.

O jornal DW informou que o Sub-Secretário-Geral das Nações Unidas para os Assuntos Humanitários e Coordenador da Ajuda de Emergência, Martin Griffiths, disse que só na Somália são necessários 1 bilhão de dólares para evitar que o pior aconteça.

Um preço elevado, mas o custo da inação pode significar a morte de 500.000 crianças.

“Temos mais de meio milhão de crianças a enfrentar a morte evitável”, disse James Elder, porta-voz da agência das Nações Unidas para a infância UNICEF em Genebra. “É um pesadelo pendente”.

Mas Abubakar Dahir Osman, o representante permanente da ONU na Somália, salientou que a ajuda humanitária por si só não pode fornecer uma solução duradoura para a fome na Somália.

Osman enfatizou que a relação entre ajuda humanitária e desenvolvimento precisava de ser reforçada para encontrar soluções sustentáveis para aqueles que estão a sofrer.

Tags:
ÁfricaCaridadefomePobreza
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia