Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 06 Outubro |
São Bruno
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Comunismo, esquerda, direita e eleições

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
ELEIÇÕES, ELEICOES, BRASIL

Lais Monteiro | Shutterstock

Vanderlei de Lima - publicado em 16/09/22 - atualizado em 14/09/22

Quando um clérigo troca o Evangelho pela política partidária (de esquerda, de centro ou de direita), ele expulsa o povo da Igreja

Recebemos um artigo sem título, mas cheio sofismas. Sofisma é um raciocínio que, sob aparência de verdade, esconde um erro em virtude do qual se torna falso.

O texto trata de esquerda e direita, do comunismo, do capitalismo e da consciência humana. Diz, com palavras fortes, que a Igreja não é de esquerda ou de direita. Mais: “‘Católico não pode ser de esquerda!’ Onde está escrito isso? Então quer dizer que todos devem ser de direita? Onde está escrito isso também?”. 

A tendenciosidade do artigo – sempre à esquerda – parece clara, não? Todavia, de modo geral, ele está, neste ponto, próximo da verdade. A Igreja, por ser católica (do grego, katholikos), isto é universal, não se apequena, pois, num partido, parte do todo (cf. Gaudium et spes n. 75-76). O amor da mãe Igreja se estende, portanto, sem distinção alguma, a cada filho: da direita, da esquerda ou do centro. Destes o texto não tratou, mas é útil inclui-los aqui, pois muito se fala em “centrão” ou “terceira via”.

Isso posto, o artigo afirma: “A igreja condena o comunismo? Sim, condena. E o faz dentro de um contexto muito específico: Primeira e Segunda Guerras Mundiais e Guerra Fria. Para ser mais precisa: rechaça, com todas as letras, o materialismo ateu de todas as eras. A instituição também denunciou os males do capitalismo em várias ocasiões. Essa divinização do mercado e a lógica do lucro, que não condizem, em nada, com os princípios do catolicismo. João Paulo II chegou a dizer que esse sistema também havia contribuído com a degradação da Europa, para termos uma noção”. 

Aqui, já temos o sofisma. Ele cai por terra, no entanto, com a lembrança de um ponto básico da Doutrina Social da Igreja: o comunismo é “intrinsecamente perverso” (Pio XI.  Divini Redemptoris, n. 58; cf. Puebla, n. 543-544), isto é, mal em si mesmo. Não pode, de modo algum, conciliar-se com o Evangelho (cf. Pio XI. Quadragesimo Anno, n. 117; Paulo VI, Ecclesiam Suam, n. 105; João Paulo II, Centesimus Annus, n. 26 etc.); já o capitalismo, de si, não é mau se respeita a dignidade humana ou, na linguagem do Papa Francisco, se é “inclusivo” (Francisco, Aos membros do Conselho para um Capitalismo Inclusivo, 11/11/2019; cf. Pio XI. Quadragesimo anno, n. 101, e Compêndio do Catecismo da Igreja Católica, n. 512). Por isso, a Igreja não o denuncia em si, mas apenas ataca seus exageros. Mais: o artigo é contraditório, pois ou a Igreja condenou o comunismo apenas “dentro de um contexto muito específico” (1), ou “rechaça, com todas as letras, o materialismo ateu de todas as eras”, portanto também em 2022 e aí se inclui, por certo, o comunismo (2) ou para o texto só o capitalismo selvagem seria materialista e ateu, o que, como vimos, é falso (3). Logo, a repulsa ao comunismo é sempre válida. O Papa Francisco, por exemplo, afirmou: “Nunca compartilhei a ideologia marxista, porque ela é falsa” (ACI Digital, 05/03/2014, online).

Dito isso, em contrário da Igreja, o artigo parece mostrar-se relativista aos escrever que “nenhum partido consegue (nem conseguirá) corresponder integralmente aos princípios católicos. A própria Igreja, que não é ingênua, admite isso. Então, o que fazer? Apelar para a consciência. Votar não pensando somente em si, mas no coletivo, evitando essa idolatria partidária. Por isso, como católicos, não devemos aceitar nenhuma espécie de terrorismo eleitoral que nos force a sacralizar projetos de poder, pelo simples fato de que a Igreja Católica não o faz”. 

Outro sofisma: o verdadeiro católico é, sim, livre para votar em partidos de direita, de esquerda ou de centro, desde que eles respeitem os princípios da fé e da moral católica: por exemplo, a vida desde a concepção até o seu fim natural e digam não ao aborto e à eutanásia (cf. Congregação para a Doutrina da Fé. Nota doutrinal…, 24/11/2002). Aqui, está a linha tênue entre agradar a Deus ou aos homens da política partidária (cf. At 5,29).

Finalizando, quando um clérigo troca o Evangelho pela política partidária (de esquerda, de centro ou de direita), ele expulsa o povo da Igreja. Todavia, não é com sofismas ou fake news que se muda isso, mas apenas com a verdade (Jo 8,32).

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
IdeologiaPolíticaSociedade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia