Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 24 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Espanha: propaganda de turismo mostra casal dançando em cima de altar

JESUS

ZWIEBACKESSER | SHUTTERSTOCK

Francisco Vêneto - publicado em 20/09/22

Segundo mídia local, pároco permitiu gravação sem conhecimento do bispo

De fato, a diocese de Calahorra e La Calzada-Logroño qualificou as imagens como “ofensivas” e pediu às autoridades da província de La Rioja que as retirem do vídeo intitulado “Eso que sientes es La Rioja” (Isso que você está sentindo é La Rioja).

Um vídeo promocional de turismo na Espanha mostra um casal dançando em cima de um altar numa igreja católica da cidade de La Unión, em La Rioja. De acordo com a agência de notícias EFE e o jornal El Debate, a gravação foi permitida pelo pároco, mas sem o conhecimento do bispo.

A peça, que dura pouco mais de um minuto, alega promover o turismo na região – mas resta saber que tipo de turismo. Entre cenas supostamente do cotidiano de La Rioja, aparecem também imagens de um homem se maquiando e outros dois se beijando, além do casal que dança em cima do altar.

Segundo a agência ACI Prensa, a diocese se pronunciou em comunicado veiculado na última sexta, 16:

“Lamentamos que, no vídeo ‘Eso que sientes es La Rioja’, publicado pelo governo de La Rioja para promover o turismo em nossa comunidade, apareçam dançarinos no altar de uma igreja paroquial em nossa diocese, o que é ofensivo para a nossa religião católica. Pedimos à autoridade competente do governo de La Rioja que elimine as imagens que não correspondem ao respeito que caracteriza o povo de La Rioja”.

O comunicado também faz menção à indevida permissão que havia sido dada às gravações dentro da igreja:

“A violação do nosso protocolo para estas atividades por parte dos responsáveis ​​pelo vídeo causou este infeliz incidente que esperamos que seja imediatamente corrigido”.

Não é a primeira vez que uma igreja na Espanha é usada como palco de vídeos ofensivos aos católicos. No ano passado, o videoclipe da música “Ateo” (“Ateu”, em português) foi gravado em plena catedral de Toledo, o que levou o arcebispo dom Francisco Cerro Chaves a pedir desculpas aos fiéis pelo “uso indevido de um lugar sagrado”. Confira:

Tags:
IdeologiaIgrejaPerseguição
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia