Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 29 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Família carrega corpo do filho assassinado por 7 horas na selva mais perigosa do mundo

WEB3-DARIEN-PANAMA-VENEZUELA-MIGRANTS-senafrontpanama.jpg

Pablo Cesio - publicado em 27/09/22

O caso trouxe novamente à tona o drama vivido pelos migrantes no continente americano

A notícia foi confirmada pelo Serviço Nacional de Fronteiras (Senafront) no Twitter. Um menino de seis anos foi morto na província panamenha de Darién depois que um grupo armou uma emboscada contra a sua família (composta por 17 pessoas) enquanto eles estavam a caminho dos Estados Unidos.

De fato, o que aconteceu com esta família de origem venezuelana e com a criança assassinada só evidencia um drama crescente: migrantes que perdem a vida em um dos postos de fronteira mais perigosos do mundo, conhecido como “Tapón de Darién”.   

A mídia local relatou que, depois que a criança foi baleada, a família continuou sua jornada em meio à dor e caminhou cerca de sete horas com o corpo do pequeno até chegar a um posto de controle.

Feitos os exames médicos, a família decidiu seguir rumo aos Estados Unidos em busca de uma qualidade de vida que não conseguiriam em seu lugar de origem.

Dia mundial do migrante e refugiado

No dia 25 de setembro de 2022 foi celebrado o 108.º Dia Mundial do Migrante e do Refugiado.

Em sua mensagem para a ocasião, o Papa Francisco afirmou:

“Construir o futuro com os migrantes e os refugiados significa também reconhecer e valorizar tudo aquilo que cada um deles pode oferecer ao processo de construção. Apraz-me ver esta abordagem do fenômeno migratório numa visão profética de Isaías, onde os estrangeiros não aparecem como invasores e devastadores, mas como trabalhadores cheios de boa vontade que reconstroem as muralhas da nova Jerusalém, a Jerusalém aberta a todas as nações (cf. Is 60, 10-11).”

De fato, o assassinato do menino venezuelano enquadra-se, de certa maneira, na reflexão de Francisco. Mas nos alerta acerca da questão dos refugiados em várias partes do mundo.

Uma nova esperança

Enquanto o que aconteceu em Darién com a família Caridad ainda é latente, neste dia 26 de setembro de 2022 começa uma nova etapa nas relações entre Colômbia e Venezuela com a abertura da passagem fronteiriça entre o Norte de Santander e o estado de Táchira.

A reabertura permitirá maior fluidez comercial na região, bem como o transporte de mercadorias. E, de alguma forma, também é um sinal de alívio para muitas pessoas que tiveram que se acostumar a atravessar a fronteira por etapas irregulares. Em suma, um gesto que nos permite voltar a falar de fraternidade.

Oração

Abaixo, a oração feita pelo Papa Francisco pelo Dia Mundial do Migrante e Refugiado 2022:

“Senhor, tornai-nos portadores de esperança,
para que, onde houver escuridão, reine a vossa luz
e, onde houver resignação, renasça a confiança no futuro.

Senhor, tornai-nos instrumentos da vossa justiça,
para que, onde houver exclusão, floresça a fraternidade
e, onde houver ganância, prospere a partilha.

Senhor, tornai-nos construtores do vosso Reino
juntamente com os migrantes e os refugiados
e com todos os habitantes das periferias.

Senhor, fazei que aprendamos como é belo
vivermos, todos, como irmãos e irmãs. Amém.”

Tags:
FamíliaMigrantesRefugiados
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia