Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 22 Fevereiro |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Resiliência: por que é tão importante saber voltar ao lugar de origem?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
shutterstock_2003674943.jpg

Rido -Shutterstock

La psicoterapia debe ir acorde con nuestra fe.

Talita Rodrigues - publicado em 03/10/22

O que menos nos define como resilientes não é a nossa capacidade de continuar sendo...

Todos nós temos um telefone pra o qual nos dirigimos tão logo abrimos os olhos.

Pintamos momentos frugais onde focamos na família, na meditação, no bem-estar, mas penduramos na parede da nossa alma o quadro da exaustão.

Exaustão da falta de família, de reflexão diante da vida e de bem-estar. Vivemos em mares de conexões vigorosas e necessárias e, ainda assim, não encontramos botes salva-vidas que nos levam para as ilhas desertas que deveríamos habitar antes de eventuais mergulhos naquele mar azul – tão lindo e tão traiçoeiro – à nossa frente.

Mas a gente sempre chega do outro lado. 

A gente sempre chega. Porque sofremos a cada onda ou tsunami, a cada tempestade. Mas nós sempre sobrevivemos.

E daí alguém te diz: isso é resiliência.

A resiliência é conseguir esmaecer, endurecer, mudar de forma. Mas também é voltar ao lugar de origem. E, veja, nós não retornamos, nós avançamos.

Tempos desafiadores, e provavelmente cruéis – seja globalmente, seja no nosso globo pessoal – pedem evolução, e não permanência.

O que menos nos define como resilientes não é a nossa capacidade de continuar sendo. É a nossa base para ter para onde voltar. Construir quem somos para em seguida construirmos trampolins ou poços é a única forma de passarmos pelas tempestades.

E, quando vamos deixando de lado os alicerces e só nos importamos em buscar barcos lindos, nos esquecemos que as tempestades, às vezes, pedem mergulhos profundos, e não superfícies pseudo-límpidas. Mais sabemos que para nos adaptar, precisamos ter para onde voltar. 

Resiliência é voltar para um lugar sagrado e que só existe dentro da gente. Com cada mazela e cada sucesso, com cada amor e com cada tristeza. Mas verdadeiro. E dentro da gente. 

Clique aqui e siga a psicóloga Talita Rodrigues no Instagram

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
dificuldadesPsicologiaValores
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia