Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 08 Dezembro |
Bem-aventurado Luís Liguda
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Velma e Telma: gêmeas na vida, irmãs na fé

telma-in-velma.jpg

Jesús Picón - Aleteia

Jesús V. Picón - publicado em 06/10/22

Conheça a incrível história das irmãs gêmeas que optaram por adotar o hábito e trabalhar para Cristo em uma região marcada pelo tráfico e pela violência

Madre Velma e Madre Telma nasceram em 9 de novembro em Morelia, México, em uma família católica. Movidas por uma fé fervorosa, entraram para a Congregação das Filhas da Maria Imaculada de Guadalupe. Uma escolha comum movida pela proximidade entre elas e por gostos semelhantes. “Ambas pensamos mais ou menos a mesma coisa, e às vezes também compramos exatamente as mesmas coisas”, afirmam.

Hoje, as duas irmãs de 38 anos vivem e testemunham sua fé em Guanajuato, um território mexicano marcado pela violência e pela pobreza. O local é palco de uma guerra sem lei entre traficantes e cartéis de drogas. Explosões, tiros à queima-roupa e acertos de contas estão no cotidiano dos habitantes.

Em meio a essa onda de violência, Velma e Telma tentam manter as almas de centenas de estudantes sob seus cuidados. Elas lideram, cada uma em uma cidade diferente, uma faculdade. Nada é fácil quando os alunos convivem com a violência, a hipersexualização e as ideias progressistas, como a ideologia de gênero.

Mas a vocação religiosa fala mais alto para elas. Vocação que veio de forma precoce para as irmãs. Velma foi marcada por um acidente de carro que a paralisou por muitos meses e a levou a pensar sobre o sentido que queria dar à vida. Quando menina, ela dizia para si mesma que “a coisa mais importante em nossa vida é Deus, então a coisa mais preciosa que podemos fazer é dedicar nossa vida a Ele”.

Dificuldade em aceitar a renúncia

Velma deu o tom e, aos poucos, Telma a seguiu no caminho vocacional, embora mais relutante em deixar a família. No entanto, ela conseguiu, porque “nada é impossível para Deus”. 

Separar-se dos pais foi difícil, especialmente porque as jovens tinham apenas 17 anos quando entraram na congregação escolhida. 

Para as duas irmãs, a falta de vocações acontece, em grande parte, por causa da dificuldade dos jovens em aceitar a renúncia e correr o risco do sacrifício. Na realidade, não é uma crise de vocações, mas uma “crise de respostas”, porque Deus continua a chamar! 

A vocação matrimonial e a religiosa já não suscitam tanta adesão porque os jovens se recusam a assumir um compromisso duradouro. No caso do casamento, essa tendência continua se confirmando, especialmente porque o Estado participa diretamente da desconstrução da identidade familiar e da dessacralização do casamento, segundo as freiras. 

Até mesmo nos livros escolares a família é atacada. E as duas irmãs, muitas vezes, se encontram cara a cara com jovens que consideram o casamento antiquado ou a Igreja retrógrada. Uma situação dramática, diante da qual elas pedem aos católicos que mostrem coragem e não deixem o conforto do silêncio e da inação tomar conta. E Velma conclui:

“A verdade continua a mesma. O que é ruim é ruim, mesmo que todos o façam; o que é bom é bom mesmo que ninguém o faça.”

Tags:
FamíliaVocação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia