Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 08 Dezembro |
Bem-aventurado Luís Liguda
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Ásia, África… de onde será o próximo papa?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Pope-Francis-Audience-October-05-2022

Antoine Mekary | ALETEIA

I.Media para Aleteia - publicado em 10/10/22

O seu resumo das principais notícias do dia. Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Segunda-feira, 10 de Outubro de 2022

  1. Ásia, África… especulação sobre a nacionalidade do próximo papa
  2. Como o México converteu-se ao catolicismo
  3. Quando o papa chama um pároco em Nápoles
  4. Abertura de inquérito contra o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa
  5. O Papa Francisco irá à República Democrática do Congo

1Ásia, África… especulação sobre a nacionalidade do próximo papa

O vaticanista John Allen examina as personalidades que poderão emergir num próximo conclave. O jornalista que tem vindo a analisar as notícias do Vaticano há anos está particularmente interessado nos candidatos africanos e asiáticos. Sobre a questão da África, observa que um papa negro seria, em teoria, uma boa opção. Seria uma demonstração da solidariedade da Igreja para com este continente em desenvolvimento, uma declaração poderosa contra o racismo, um reconhecimento da vitalidade do catolicismo nesta parte do mundo. Mas o problema, diz ele, é que não existem realmente candidatos fortes.

De fato, o Cardeal Peter Turkson, de Gana, deixou a sua posição estratégica como prefeito do dicastério para o Serviço de Desenvolvimento no ano passado. Quanto ao Cardeal Robert Sarah, de Guiné, o seu perfil conservador provavelmente não lhe permitirá obter uma maioria de dois terços. Especialmente por ser também um antigo prefeito de um dicastério.

Na ausência de candidatos africanos – alguns dos quais ainda não estão suficientemente maduros – John Allen está concentrado na Ásia, onde há mais perfis “papabile”. Existe, claro, o Cardeal Luis Antonio Tagle, atualmente responsável pelo dicastério da evangelização. Com 65 anos, é visto como dinâmico e popular, e oferece um perfil de continuidade com o pontificado de Francisco. Mas alguns veem-no como demasiado “gentil” para assumir o cargo esmagador de Bispo de Roma.

Outros nomes estão a circular, tais como o Cardeal Malcolm Ranjith, d3 Sri Lanka. Tem uma vasta experiência do Vaticano, tendo servido na Congregação para a Evangelização dos Povos e como secretário da Congregação para o Culto Divino. É fluente em italiano, o que ainda é um bem indispensável para administrar a Cúria. Para o perito do Vaticano, ele seria um candidato sólido entre os cardeais mais conservadores: “Em Roma, ele era conhecido como o ‘pequeno Ratzinger'”, explica ele. Outros nomes incluem o Cardeal Charles Bo, de Myanmar, que em breve terá 74 anos, e o Cardeal Lazzaro You Heung-sik, da Coreia do Sul, actualmente chefe do dicastério para o clero. Um perfil ascendente.

​​Angelus News, inglês


2Como o México converteu-se ao catolicismo

Uma descoberta surpreendente foi feita num convento dos anos 1550 na periferia da Cidade do México: símbolos indígenas e católicos pintados lado a lado. Um toucado com penas, um machado e um escudo aparecem num afresco ao lado de um “M” mariano. Esta coabitação poderia ser um sinal de que os nativos “negociaram” a sua conversão ao cristianismo, diz a agência noticiosa americana AP. Esta inculturação teria ocorrido após a vitória dos exércitos espanhóis contra o império asteca em 1521. A teoria mais frequentemente defendida é que o catolicismo foi imposto pela força. Este afresco, pelo contrário, tende a mostrar que a adoção do catolicismo foi conseguida mediante compromissos para facilitar a sua adoção.

De fato, os símbolos encontrados na cripta poderiam referir-se a um deus asteca, potencialmente Tepoztecatl. A hipótese defendida pelos investigadores do Instituto Nacional de Antropologia e História do México tem o mérito de tornar mais plausível a conversão de milhões de mexicanos, numa altura em que os padres católicos espanhóis estavam em escassez. A descoberta do mosteiro é também interessante na medida em que conta a história dos primeiros tempos da evangelização de um ângulo diferente. Levanta questões sobre o funcionamento das “capelas abertas” – ou “capelas posantes” – onde o afresco estava localizado.

Estes eram uma espécie de nicho construído em torno de um pátio onde os padres celebravam missas ao ar livre para os nativos. “As capelas ao ar livre podem simplesmente ter refletido o desejo dos padres de trabalhar o mais rapidamente possível para converter a população indígena”, diz a equipe de investigação, contrariando a crença prevalecente de que o povo indígena tinha medo de espaços fechados. Estes espaços religiosos ao ar livre eram também “mais fáceis de construir”, acreditam eles, e expressam “a necessidade urgente de começar a utilizar o espaço”.

AP, inglês


3E TAMBÉM NA IMPRENSA INTERNACIONAL…

Quando o papa chama um pároco em Nápoles

“Olá, eu sou Francesco”. O Papa Francisco ligou inesperadamente para o padre Patriciello, pároco de Caivano, na província de Nápoles, que está envolvido na luta contra a máfia.

L’Avvenire, italiano

Abertura de inquérito contra o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa

O Bispo José Ornelas, Presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, está a ser investigado em pelo menos dois casos abertos pelo Ministério Público Português por alegadamente encobrir casos de abusos sexuais no seio da Igreja Católica.

Pubblico, espanhol

O Papa Francisco irá à República Democrática do Congo

O Cardeal Fridolin Abongo, Arcebispo de Kinshasa, confirmou durante uma missa que o Papa Francisco iria visitar o seu país no início de 2023.

Media Congo, francês

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
BisposCardeaisPapaResenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia