Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 08 Dezembro |
Bem-aventurado Luís Liguda
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: O sistema de justiça do Bahrein em xeque

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
shutterstock-Manama-Bahrain-2016

Shutterstock

Manama, capitale du Bahreïn (2016).

I.Media para Aleteia - publicado em 12/10/22

Um resumo das principais notícias do dia. Confira:

Quarta-feira, 12 de Outubro de 2022

  1. O sistema de justiça do Bahrein em xeque
  2. O Vaticano permanece em silêncio sobre o Credit Suisse
  3. Papa compara atletas a santos
  4. A contribuição dos intelectuais africanos ao Concílio Vaticano II
  5. O que esperar da visita dos bispos alemães a Roma?

1O sistema de justiça do Bahrein em xeque

De acordo com um relatório de 61 páginas publicado pela Human Rights Watch (HRW) e pelo Instituto Bahrein para os Direitos e Democracia, nos últimos anos os tribunais do Bahrein têm conduzido “julgamentos de fachada”, com condenações obtidas através de coerção, tortura e violações dos direitos humanos. Os arguidos não têm acesso às provas, a um advogado e à oportunidade de contra-interrogar as suas fontes “secretas”, relata AsiaNews, uma vez que o Papa Francisco deverá visitar o país do Golfo de 3 a 6 de Novembro. Num caso recente, oito homens foram alegadamente condenados à morte com base em confissões obtidas através de violência física e psicológica.

Joshua Colangelo-Bryan, consultor da HRW e principal autor do relatório, insta as autoridades do Bahrein – onde a maioria da população xiita é governada por uma dinastia sunita – a “comutar imediatamente todas as penas de morte e… restabelecer a moratória de fato sobre as execuções”. No ano passado, assistiu-se a um aumento “dramático” das penas de morte – 600% – no Bahrein, com 51 pessoas condenadas, em comparação com sete na década anterior. O relatório é um duro golpe para a situação, três semanas antes da conferência sobre o diálogo inter-religioso, na qual o Papa Francisco irá participar com outros dignitários religiosos.

Asia News, italiano


2O Vaticano permanece em silêncio sobre o Credit Suisse

O Gabinete de Imprensa da Santa Sé não pode dizer se a Secretaria de Estado e outras estruturas da Cúria cumpriram o prazo estabelecido pelo Papa para transferir todos os fundos e contas de bancos estrangeiros para a Cidade do Vaticano, de acordo com um artigo no The Pillar. A questão sensível está de volta aos holofotes, uma vez que o Credit Suisse, um banco poderoso com uma longa história com o Vaticano e múltiplas ligações ao atual escândalo financeiro, enfrenta uma grave crise marcada por perdas crescentes e um colapso no preço das suas acções. Os problemas do banco levantaram questões sobre se os fundos da Igreja ainda estão aí depositados, incluindo em contas que foram congeladas como parte da investigação do Vaticano sobre os assuntos financeiros da Secretaria de Estado.

Em Agosto passado, o Papa Francisco emitiu uma ordem rescisória ordenando a todos os organismos do Vaticano que transferissem todos os fundos depositados em bancos estrangeiros para a IOR, o banco comercial da Cidade do Vaticano, fixando um prazo até ao final de Setembro para a transferência de todas as contas. A expiração do prazo curial coincidiu com o aumento do escrutínio e da pressão do mercado sobre o Credit Suisse. Espera-se que seja anunciado um plano de reestruturação dentro de poucos dias, e não está excluída uma nacionalização do banco pelas autoridades financeiras da Confederação Suíça: pois o seu colapso teria graves consequências sistémicas nos mercados financeiros.

O Credit Suisse, o segundo maior banco do país, há muito que é uma instituição parceira da Santa Sé, em particular da Secretaria de Estado do Vaticano, que teria mantido centenas de milhões de euros de fundos da Igreja em depósito no banco, e teria utilizado o crédito do banco para financiar investimentos internacionais de risco, nomeadamente no problemático caso do edifício londrino. Estas transacções duvidosas são atualmente objeto de um julgamento no Vaticano, com o Cardeal Becciu, antigo chefe da Secretaria de Estado, entre os acusados.

The Pillar, inglês


3E TAMBÉM NA IMPRENSA INTERNACIONAL…

Papa compara atletas a santos

Num prefácio a um livro, o Papa Francisco considera que, na fadiga, um atleta é como o santo, ele vê onde outros não veem.

Vatican News, italiano

A contribuição dos intelectuais africanos ao Concílio Vaticano II

La Croix Africa olha para a “Sociedade Africana de Cultura”, que desempenhou um papel importante na preparação do Concílio Vaticano II, cujo 60º aniversário a Igreja está a celebrar. Um movimento de intelectuais africanos que continua até aos dias de hoje.

La Croix Africa, francês

O que esperar da visita dos bispos alemães a Roma?

Este Novembro, os bispos alemães virão a Roma para uma visita ad limina. Esta é uma reunião importante, pois a Igreja Alemã continua o seu Caminho sinodal. Mas não devemos esperar uma intervenção papal clara sobre as questões urgentes que estão a conduzir este sínodo.

Die Tagespost, alemão

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Resenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia