Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 07 Dezembro |
Bem-aventurado Janos Scheffler
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa afirma que impor a ideologia de gênero é repugnante

Papa Francisco denuncia ideologia de gênero

Silar, CC BY-SA 4.0 via Wikimedia - Antoine Mekary | ALETEIA

Ary Waldir Ramos Díaz - publicado em 13/10/22

Francisco denunciou em várias ocasiões a "colonização ideológica" que subjaz a ela

O Papa Francisco afirmou que é repugnante impor a ideologia de gênero e, em várias ocasiões, denunciou a “colonização ideológica” que subjaz a ela, destruindo o casamento e a dignidade humana e sendo imposta às custas da vida e da educação das crianças.

As leis de vários países estão mudando para abraçar essa colonização. O caso recente é o da Espanha, com a aprovação da “lei trans” para facilitar operações irreversíveis de mudança de sexo em menores de idade.

Os bispos espanhóis, mediante a sua subcomissão para a família e a defesa da vida, denunciaram os efeitos dessa “legislação ideológica”, que veta a possibilidade de tratamento psicossexual. Eles também alertam sobre a autorização legal para que meninas de 16 e 17 anos abortem sem o consentimento dos seus pais.

Para os prelados ibéricos, a ideologia de gênero está na base dessa nova lei sobre a transexualidade na Espanha, até porque, cientificamente, afirmam, “estudos concordam que mais de 70% das crianças que pedem para mudar de sexo deixam de pedi-lo quando chegam à adolescência” (10/10/2022).

Os bispos espanhóis, seguindo o Papa Francisco, também pedem que a pessoa seja pastoralmente acompanhada, mas que o seu sofrimento não seja ideologizado.

O próprio Papa já testemunhou que, como padre, bispo e mesmo como pontífice, já prestou acompanhamento pastoral a pessoas com tendências e práticas homossexuais:

“Acompanhei-os, aproximei-os do Senhor. Alguns não podem, mas acompanhei-os e nunca abandonei ninguém. Certamente, Jesus não lhes dirá: ‘Vá embora porque você é homossexual’. Não” (02/10/2016).

O que o Papa denuncia em vários de seus discursos é que “o que se faz hoje com a doutrinação da teoria de gênero é repugnante”. Ele acrescenta que até livros escolares ensinam a ideologia do gênero:

“Uma coisa é uma pessoa ter essa tendência, essa opção, e também há quem mude de sexo. E outra coisa é ensinar nas escolas nessa linha, mudar a mentalidade. Eu chamo isso de colonização ideológica”.

O Papa pede que cada pessoa seja vista à luz da misericórdia e seja acompanhada sem generalizações e sem o que chama de “apostasia do pensamento único” ou “globalização da uniformidade hegemônica” (18/11/2013).

E deixa claro que, ao falar do mal causado pela ideologia de gênero, não se refere à orientação homossexual, mas à “perigosa raiz cultural” que destrói o projeto que Deus “quis para cada um de nós: diversidade, diferença”. A ideologia de gênero impõe uma homogeneidade, uma neutralidade de identidade, atacando a verdadeira diferença, “a criatividade de Deus, o homem e a mulher”.

Recordando que “o Catecismo da Igreja Católica nos convida a acompanhar e cuidar pastoralmente desses irmãos e irmãs”, o Papa reforça que não se trata de “discriminar ninguém”, mas de alertar a todos “contra a tentação de cair no projeto insano dos habitantes de Babel: anular as diferenças para buscar uma única língua, uma única forma, um único povo”. Ou seja, a colonização ideológica, que “não leva em conta a verdadeira diversidade dos povos”.

A ideologia de gênero, finaliza o Papa, quer “impor uma ideia à realidade” e “minar a base da humanidade em todas as áreas e em todas as declinações educacionais possíveis”; está se tornando “uma imposição cultural que, em vez de nascer de baixo, é imposta de cima por alguns Estados como o único caminho cultural possível”.

Tags:
Ideologia de GêneroPapa FranciscoSexualidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia