Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 03 Dezembro |
São Birino de Dorchester
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

“Por favor, Senhor, ajuda-nos a sair”: vídeo impactante de padres sequestrados

Nagranie porwanych księży z Kamerunu

Other

Karol Wojteczek - publicado em 27/10/22

Os sequestradores divulgaram um vídeo em que exigiam um resgate pela libertação de 5 padres, uma freira e 3 leigos

Os sequestrados foram vítimas de um ataque à missão católica na aldeia de Nchang, no sudoeste dos Camarões, a 16 de Setembro de 2022.

Os criminosos atearam fogo à igreja de Santa Maria e depois sequestraram cinco sacerdotes, uma freira e três leigos (um catequista, um cozinheiro e um jovem). Foram realizadas buscas durante mais de um mês. No sábado, 22 de Outubro, eles foram libertados.

Os bandidos gravaram este vídeo chocante de 45 segundos que foi publicado pela Agência Camaronesa de Notícias:

“Até agora não tem sido fácil para nós. Se olhar para nós, verá que os nossos rostos estão muito melancólicos, muito infelizes. Eu estava muito doente e os meus irmãos também não estão bem. Rezamos ao nosso Senhor para fazer tudo o que for possível para nos tirar daqui. É uma questão da nossa vida ou morte. Pedimos-Te, Senhor, ajuda-nos a sair daqui”, diz o Padre Cornelius Jingwa.

De fato, os bandidos pediram dinheiro em troca do seu resgate, mas a Conferência Episcopal dos Camarões recusou-se explicitamente a pagar “de modo a não criar precedentes perigosos”.

Finalmente, sem qualquer pagamento oficial, os reféns foram libertados no sábado 22 de Outubro.

“Queremos agradecer aos ‘Freedom Fighters of Ambazonia’ por nos libertarem sem pagar qualquer resgate”, disse um dos reféns num vídeo filmado no momento da sua libertação.

O fogo não destruiu o Santíssimo Sacramento

O ataque de 16 de Setembro incluiu também o atear fogo à igreja. No entanto, o fogo não destruiu as hóstias consagradas mantidas no tabernáculo.

Isso foi confirmado à Fundação ACN pelo Bispo de Mamfe, Aloysius Fondong, que exclamou: “O amor de Deus triunfa sobre todos”.

“Que Deus tenha piedade de nós por esta abominação. Todos precisamos de nos ajoelhar e pedir perdão pelos nossos pecados”, acrescenta o prelado no vídeo.

O elevado preço do separatismo

A identidade dos atacantes, que se apresentam como “Freedom Fighters of Ambazonia”, é incerta, segundo a agência noticiosa Fides.

Ambazonia é o nome dado em 2017 a um estado separatista não reconhecido que reivindica as duas regiões anglófonas dos Camarões, o noroeste e o sudoeste.

A luta entre as forças separatistas e as tropas governamentais dura há vários anos, com crimes contra civis de ambos os lados a custar a vida de cerca de seis mil pessoas.

O trabalho da Igreja pela reconciliação e pela paz

Os separatistas locais culpam a Igreja Católica por não apoiar as aspirações de independência da região.

chrześcijańska chata w Kamerunie
Uma das cabanas cristãs nos Camarões (foto de ilustração)

Mas aquilo a que a Igreja está dedicada é a trabalhar pela reconciliação e pela paz. A este respeito, os bispos de língua inglesa e francesa dos Camarões organizaram uma peregrinação significativa ao santuário mariano de Marienberg em Abril.

O Papa Francisco também tem desejado regularmente ao país uma “paz verdadeira e duradoura”, por exemplo durante a oração Regina Caeli de 24 de Abril de 2022.

E o Cardeal Secretário de Estado Pietro Parolin também apelou à paz durante uma visita ao país em Janeiro de 2021.

Tags:
ÁfricaPerseguiçãoViolência
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia