Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 17 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Por que e como rezar o Credo Niceno-Constantinopolitano

shutterstock_2130142190-1.jpg

Ron Adar | Shutterstock

Philip Kosloski - Reportagem local - publicado em 27/10/22

Saiba mais sobre como devemos proferir a nossa fé católica, pois a fé "não é um ato isolado"

Hoje em dia, a Igreja Católica utiliza mais comumente duas formas de profissão de fé: o Credo dos Apóstolos e o Credo Niceno-Constantinopolitano.

Ambas têm o mesmo objetivo: declarar publicamente as verdades essenciais da nossa fé católica. Como afirma Júlio Egrejas, “o Credo é, justamente, a oração destinada a confessar, pessoal e comunitariamente, a própria fé. O sentido de tal ação é, por um lado, dar a adesão pessoal, de coração e mente, à fé recebida, como também dar linguagem comum ao que se crê e, consequentemente, fortalecer os vínculos de Igreja que nos unem.”

O que diz o Catecismo

O Catecismo da Igreja Católica explica cada uma dessas formas de profissão de fé:

O Símbolo dos Apóstolos, assim chamado porque se considera, com justa razão, o resumo fiel da fé dos Apóstolos. É o antigo símbolo baptismal da Igreja de Roma. A sua grande autoridade vem-lhe deste facto: «É o símbolo adoptado pela Igreja romana, aquela em que Pedro, o primeiro dos Apóstolos, teve a sua cátedra, e para a qual ele trouxe a expressão da fé comum» (15).

O Símbolo dito de Niceia-Constantinopla deve a sua grande autoridade ao facto de ser proveniente desses dois primeiros concílios ecuménicos (dos anos de 325 e 381). Ainda hoje continua a ser comum a todas as grandes Igrejas do Oriente e do Ocidente.”

CIC 194 e 195

Qual rezar?

Não existe uma regra que defina a qual credo recorrer nas liturgias. Isso varia de acordo com os costumes e tradições locais. O que se observa, entretanto, é que o Credo dos Apóstolos é mais comum no dia a dia, enquanto o Credo Niceno-Constantinopolitano é mais utilizado em celebrações solenes.

De qualquer forma, é importante aprender a rezar e memorizar essa forma de profissão de fé. Reze:

Credo Niceno-Constantinopolitano

“Creio em um só Deus, Pai Todo-Poderoso, Criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invisíveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos. Deus de Deus, luz da luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, gerado, não criado, consubstancial ao Pai. Por Ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa salvação, desceu dos céus e se encarnou pelo Espírito Santo no seio da Virgem Maria e se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos, padeceu e foi sepultado. Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as escrituras, e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai. E de novo há de vir, em sua glória, para julgar os vivos e os mortos; e o seu reino não terá fim. Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado; Ele que falou pelos profetas. Creio na Igreja, una, santa, católica e apostólica. Professo um só batismo para a remissão dos pecados e espero a ressurreição dos mortos e a vida do mundo que há de vir. Amém.”

Tags:
IgrejaLiturgiaMissa
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia