Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 03 Dezembro |
São Birino de Dorchester
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Os cristãos e a divisão política 

ELEICOES, ELEIÇÕES, BRASIL

Isaac Fontana | Shutterstock

O São Paulo - publicado em 30/10/22 - atualizado em 27/10/22

Editorial do jornal "O São Paulo", da Arquidiocese de São Paulo

O Brasil está vivendo um momento político bastante delicado, no qual, em ambos os lados, a tônica parece ser dada pelas posições mais extremistas e menos favoráveis à construção de um projeto de nação minimamente consensual e respeitoso para com o outro. 

Nesse contexto, não deve nos surpreender que a temática religiosa seja como que capturada pelo debate político. Religião não é só o que se faz no culto, dentro do templo. É um fenômeno maior, que dá sentido a toda a nossa vida, que nos consola na dor, explica a nossa solidariedade e nosso desejo de bem. 

Numa eleição difícil, é natural que procuremos em nossas crenças mais profundas a orientação para votar. E isso é bom… O problema nasce quando as doutrinas religiosas passam a ser instrumentalizadas com fins partidários e quando a comunidade deixa de dialogar e procurar o bem comum, dividia em posições ideológicas contrapostas. 

Ao longo da história, a Igreja Católica foi aprendendo cada vez mais a “dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”. Aprendeu a conviver com a pluralidade política, a distinguir o es- paço propriamente religioso e a função de educação ética dos fiéis do espaço político e do engajamento característicos do leigo na sociedade civil. 

A Doutrina Social da Igreja fornece critérios seguros para a ação política, mas a sua aplicação nunca é automática. Devemos agir politicamente em busca do bem comum, lembrando sempre das necessidades dos mais pobres e fragilizados, mas qual política econômica será mais eficiente para atingir esses objetivos? Devemos sempre apoiar aqueles que defendem a vida, mas um demagogo pode se declarar a favor da vida e, depois, agir exatamente da for- ma oposta a suas declarações… 

Não existem candidatos ou partidos perfeitos. O Compêndio da Doutrina Social indica que “as instâncias da fé cristã dificilmente são assimiláveis a uma única posição política: pretender que um partido ou uma corrente política correspondam  completamente às exigências da fé e da vida cristã gera equívocos perigosos” (CDSI, 573). Nesse campo, portanto, as escolhas devem ser feitas de modo coe- rente com os valores do eleitor, tendo em conta as circunstâncias efetivas e a busca do bem comum. 

O Papa, os bispos, os padres e os leigos, enquanto membros da comunidade católica, têm o dever de se exortarem mutuamente à vivência dos valores da fé. Não podemos nos escandalizar quando lembram que esse ou aquele candidato se afasta desses valores. Também não podemos querer que usem os espaços e/ou a autoridade eclesial para defender os candidatos que consideramos melhores, num posicionamento claramente partidário. 

Os candidatos sempre querem consolidar suas bases eleitorais, aumentando o antagonismo entre elas e seus adversários. Com isso, tendem a reforçar seus posicionamentos ideológicos e dificultar o diálogo que nos levaria à verdade e aos consensos necessários. 

A eleição passará. Ganhe quem ganhar, o esforço de construção do bem comum continuará sendo uma tarefa (sempre árdua) à qual todos nós somos chamados – e que se realiza melhor quanto maior for nossa unidade. A raiva e o ressentimento, acumulados ao longo da campanha, tornarão ainda mais difícil encontrar a verdade e construir o bem comum. É na amizade, no esclarecimento mútuo, na aceitação dos próprios erros e na conversão constante que a comunidade cristã colabora para uma sociedade melhor. 

Que nesta eleição, superemos os escândalos e a divisão, amadurecendo na política e na fé, caminhando para um Brasil melhor. 

Tags:
DiálogoPolíticaSociedade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia