Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 25 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

A nossa fé e a certeza de que não estaremos sozinhos na hora da morte

CIERPIENIE

UfaBizPhoto | Shutterstock

Pe. Luigi Epicoco - publicado em 03/11/22

Jesus entrou na história para que nenhum de nós possa dizer que está sozinho, até mesmo no último momento da vida

A morte é uma grande muralha contra a qual todos nos deparamos. Com ela experimentamos não apenas a ideia de que nossas vidas terminam de forma definitiva, mas também a percepção de nosso maior medo: o de estarmos radicalmente sozinho na hora da morte. 

Jesus, no Evangelho de São João, usa uma imagem significativa precisamente a este respeito: não perder nada daquilo que se tem nas mãos. Diz ele:

“Esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não deixe perecer nenhum daqueles que me deu, mas que os ressuscite no último dia”

Jo 6,39

Fé significa sentir que você está nas mãos de Alguém em quem você confia que não vai te abandonar, especialmente quando tudo mais falhar. Mesmo antes de acreditar na ressurreição, cada um de nós deve ser capaz de acreditar que no momento da morte não estará sozinho. Jesus entrou na história para que nenhum de nós possa dizer que está só, mesmo no último momento de nossas vidas.

A ressurreição nos lembra que nosso destino não é a morte, mas a vida, embora seja uma vida completamente diferente daquela que conhecemos. Assim como o grão de trigo morre e dá à luz a espiga de trigo, o fim de nossa vida inicia algo inimaginável em comparação com o que conhecemos da própria vida. 

O que precisamos não é exercitar nossa imaginação, mas cultivar uma grande confiança no mistério desse destino que já está ativo em nós. De fato, a vida eterna não começa depois, mas já está operando dentro de nós. É uma questão de saber se estamos promovendo isso ou não.

Tags:
EspiritualidadeJesusMortevida eterna
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia