Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 03 Dezembro |
São Birino de Dorchester
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Direto do Vaticano: a 100ª visita do Papa a Santa Maria Maggiore

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Pope-Francis-stopped-to-pray-in-the-Basilica-of-Santa-Maria-Maggiore.jpg

Sala Stampa della Santa Sede

I.Media para Aleteia - publicado em 03/11/22

Seu Boletim Direto do Vaticano de 3 de novembro de 2022

  1. Pela 100ª vez no seu pontificado, o Papa Francisco foi rezar em Santa Maria Maggiore
  2. O Papa Francisco adverte que após a morte, “tudo isto desaparecerá”

1Pela 100ª vez no seu pontificado, o Papa Francisco foi rezar em Santa Maria Maggiore

Por Camille Dalmas – Na véspera da sua viagem ao Bahrein, o Papa Francisco visitou a Basílica de Santa Maria Maggiore para rezar diante do ícone da Virgem Salus Populi Romani, o Gabinete de Imprensa da Santa Sé anunciou a 2 de Novembro. Esta foi a sua centésima visita à grande basílica romana, onde está habituado a rezar antes e depois de cada viagem fora da Itália, bem como periodicamente em ocasiões importantes.

Para a ocasião, uma coroa de flores marcada com o número 100 foi colocada no portal da Capela Paolina, onde se encontra o ícone da Virgem “Salvação do povo romano”. O pontífice, que ainda sofre de uma lesão no joelho apesar de algumas melhorias nas últimas semanas, fez o percurso numa cadeira de rodas.

Santa Maria Maggiore, o lugar mais visitado por um Papa

O Papa veio pedir a proteção de Maria na sua próxima viagem ao pequeno reino do Golfo, a 39ª do seu pontificado. Provavelmente regressará à Basílica depois da viagem. No total, mais de três quartos das visitas de Francisco à igreja, que tem vista para o Monte Esquilino, foram como parte de uma viagem.

Santa Maria Maggiore (Santa Maria Maior) é uma das quatro basílicas principais de Roma, juntamente com São Pedro, São Paulo Fora dos Muros e São João de Latrão. Fundada no século IV, é a primeira igreja em Roma dedicada à Virgem Maria.

O Papa também visitou frequentemente esta basílica por ocasião de Corpus Christi, sessenta dias após a Páscoa, e para a festa da Imaculada Conceição, a 8 de Dezembro. Segundo o site do Vaticano Il Sismografo, este grande número de visitas faz dele o lugar mais visitado por um Papa na história.

Primeira visita a 14 de Março de 2013

As outras visitas ocorreram em momentos importantes do pontificado de Francisco, a primeira das quais ocorreu no dia seguinte à sua eleição, a 14 de Março de 2013. A 4 de Maio, veio a tomar posse dela como Bispo de Roma. Em 1 de Janeiro de 2014, regressou por ocasião da Solenidade de Maria, Mãe de Deus. Dois anos mais tarde, a 1 de Janeiro de 2016, foi lá para abrir a Porta Santa, por ocasião do Jubileu da Misericórdia.

Em 28 de Janeiro de 2018, veio testemunhar a trasladação do ícone, uma tradição que tem lugar todos os anos no último domingo de Janeiro. Assistiu à outra grande festa tradicional da Basílica no dia 5 de Agosto de 2020, o dia da dedicação da Basílica a Nossa Senhora.

A visita de 15 de Março de 2020 será lembrada durante muito tempo: no meio da pandemia, numa Roma confinada, veio pedir a intercessão de Nossa Senhora, rezando pelo fim da epidemia. Regressou a 14 de Julho de 2021 para agradecer à Mãe de Deus após a sua cirurgia bem sucedida alguns dias antes. Finalmente, a 31 de Maio de 2022, no contexto da guerra na Ucrânia, veio rezar um terço pela paz.


2O Papa Francisco adverte que após a morte, “tudo isto desaparecerá”

Por Camille Dalmas – “De simples discípulos do Mestre, tornamo-nos mestres da complexidade, que discutem muito e fazem pouco”, o Papa Francisco advertiu durante a sua homilia na Missa de sufrágio para os cardeais e bispos falecidos durante o ano passado, celebrada na Basílica de São Pedro, em Roma, a 2 de Novembro de 2022, a comemoração de finados. Falando sobre o Juízo Final que aguarda cada homem após a sua morte, o Pontífice recordou que “perante o tribunal divino, o único mérito e acusação é a misericórdia para com os pobres e os excluídos”.

A cerimônia foi presidida no altar da Cátedra pelo Cardeal Giovanni Battista Re, decano do Colégio Cardinalício, tendo o Papa permanecido novamente sentado durante toda a celebração. Foi uma cerimônia em homenagem aos 9 cardeais e 148 bispos que morreram desde 2 de Novembro de 2021.

Na sua homilia, o pontífice, falando diante de muitos cardeais e bispos da Cúria, exortou-nos a não “perder de vista o sentido da viagem” que é a vida. Recordou que, no momento da morte, “as melhores carreiras, os maiores sucessos, os títulos e prémios mais prestigiados, a riqueza acumulada e os ganhos terrenos, desaparecerão todos num instante”.

Não “dilua o sabor do Evangelho”

“A morte vem para fazer a verdade sobre a vida e remove todas as circunstâncias atenuantes”, insistiu o Papa Francisco. “Diante do tribunal divino, o único mérito e acusação é a misericórdia para com os pobres e os excluídos”, salientou, recordando que neste mundo, Deus “habita entre os mais insignificantes”.

“A sua medida é um amor que ultrapassa as nossas medidas, e o seu critério de julgamento é a gratuidade”, disse o Pontífice. Insistiu que cada cristão sabe o que tem de fazer: “amar gratuitamente e infinitamente, sem esperar reciprocidade, os que estão na Sua lista de preferências, os que não podem nos dar nada em troca, os que não nos atraem”.

O chefe da Igreja Católica instou a não “diluir o sabor do Evangelho”, criticando duramente aqueles que, “por conveniência ou conforto”, se comprometem sempre a não cuidar dos migrantes, dos pobres ou dos doentes. “Por sermos simples discípulos do Mestre, estamos a tornar-nos mestres da complexidade, que discutem muito e fazem pouco”, lamentou ele.

Aqueles que procuram respostas na internet

Em particular, o pontífice criticou aqueles “que procuram respostas mais em frente do computador do que em frente do Crucifixo, na internet e não aos olhos dos nossos irmãos e irmãs”. Insistiu que são rápidos a debater, mas “nem sequer sabem o nome de uma pessoa pobre”.

Criticando este enfoque sobre “análises refinadas” e “justificativas individuais ou sociais”, Francisco recordou, citando Bento XVI, que “o programa do cristão é um coração que vê”, e insistiu que o tempo de ação para a salvação deve começar “agora”.

O Papa deu o exemplo de um pastor luterano que cuida de crianças na Ucrânia, de quem recebeu uma carta naquela manhã. Este homem “faz o que Deus lhe pede”, descrevendo a sua ação como um “sinal” de que Deus continua “a inspirar os valores do Reino”.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Direto do VaticanoMariaPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia