Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 03 Dezembro |
São Birino de Dorchester
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Igreja na Alemanha deve abandonar subsídio?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
WEB – Tourists and residents in front of the Cologne Cathedral in Cologne, Germany. It is Germanys most visited landmark visited by 20.000 people a day. © Jorg Hackemann – Shutterstock

© Jorg Hackemann / Shutterstock

I.Media para Aleteia - publicado em 04/11/22

O seu resumo das principais notícias do dia. Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Sexta-feira, 4 de Novembro de 2022

  1. A Igreja na Alemanha deve abandonar o subsídio vindo do “imposto religioso”?
  2. Este artesão do diálogo entre judeus e católicos vai ser nomeado cavaleiro pelo papa
  3. Cardeal Müller: Bento XVI é quase um Padre da Igreja
  4. Uma freira alemã celebra o seu 106º aniversário
  5. A família da jornalista americano-palestiniana assassinada pede ao Papa que pressione pela justiça

1A Igreja na Alemanha deve abandonar o subsídio vindo do “imposto religioso”?

Enquanto o caminho sinodal alemão está a atrair muita atenção pelas suas propostas particularmente reformistas sobre o lugar dos leigos e das mulheres na Igreja ou sobre a moralidade sexual, o website americano The Pillar coloca o dedo numa das características estruturais da Igreja na Alemanha, a sua estrutura económica única. O subsídio que vem através do “imposto religioso” é a fonte da sua imensa riqueza, mas é também uma fonte de debate, pois embora permita a cobrança de somas muito elevadas, a estrutura económica muito pesada da Igreja na Alemanha também depende dela. A diminuição do número de membros da igreja que pagam impostos, que tem sido evidente durante anos, poderia levar a um colapso desta estrutura. Esta é mais uma razão para os reformistas alemães insistirem numa reforma da igreja que esteja mais de acordo com as exigências atuais. Markus Reif, diretor financeiro da rica arquidiocese de Munique, considera as exigências para a abolição do imposto “populista”. Muitos postos de trabalho dependem deste imposto, assinala, bem como uma grande quantidade de ajuda às igrejas mais pobres de todo o mundo. Para ele, o caminho proposto pelo sínodo alemão, ou seja, um maior direito de controle dos contribuintes sobre a forma como a igreja utiliza o seu dinheiro, é o mais viável.

The Pillar, inglês


2Este artesão do diálogo entre judeus e católicos vai ser nomeado cavaleiro pelo papa

O rabino James Rudin, diretor de longa data dos assuntos inter-religiosos do Comité Judaico Americano, receberá a prestigiosa condecoração papal de “Cavaleiro de São Gregório” pelo seu trabalho nas relações católicas-judaicas. Ele é um dos poucos não-Católicos a receber esta honraria. Apenas oito outros judeus foram cavaleiros da ordem, criada em 1831, que reconhece o serviço pessoal ou trabalho notável em nome da Igreja Católica. Rabino e escritor reformador, James Rudin viajou muito e reuniu-se com papas, presidentes, líderes denominacionais protestantes e evangelistas de renome mundial nos seus esforços para melhorar as relações judaico-cristãs no rescaldo da Segunda Guerra Mundial e do Holocausto. “Durante mais de 50 anos, o rabino James Rudin tem trabalhado para promover as relações entre católicos e judeus, e as relações inter-religiosas mais amplamente, com extraordinária habilidade, dedicação e sucesso”, disse o Cardeal Sean O’Malley, Arcebispo de Boston, numa declaração elogiando o impacto dos seus esforços nas gerações mais jovens. O rabino Rudin, 88 anos, disse que a sua relação com os católicos remonta à sua juventude na Virgínia. Nessa altura, os judeus e católicos eram em grande parte superados pelos evangélicos brancos, que os viam com algum desdém. Nas escolas primárias, um professor pediu a Rudin, o único judeu da turma, e aos seus dois colegas católicos que abandonassem a sala enquanto o Novo Testamento estava a ser lido. Estas “criancinhas que foram humilhadas na sala de aula” permaneceram assim juntas. Mais tarde, como capelão da Força Aérea no Japão e na Coreia, o seu colega mais próximo foi um padre católico com quem colaborou em programas católico-judaicos. Mais tarde, o rabino Rudin foi co-fundador do Centro de Estudos Católicos-Judaicos da Universidade de St. Leo, onde ensinou judaísmo durante muitos anos. É aqui que no dia 20 de Novembro o Cardeal O’Malley o irá condecorar em nome do Papa Francisco.

Religion News Service, inglês


3E também na imprensa internacional…

Cardeal Müller: Bento XVI é quase um Padre da Igreja

O trabalho de Bento XVI aborda questões importantes e atuais, chega aos não-intelectuais e conquistou o respeito dos não-crentes, diz o Prefeito Emérito da Doutrina da Fé.

Alfa y Omega, espanhol

Uma freira alemã celebra o seu 106º aniversário

A Irmã Agathina Straub tem 106 anos de idade. Olhando para trás, ela lembra-se das coisas boas assim como das dolorosas. A vicentina de Untermarchtal também confia no que a torna forte hoje e na forma como reza.

Katholisch.de, alemão

A família da jornalista americano-palestiniana assassinada pede ao Papa que pressione pela justiça

Seis meses após a jornalista americana-palestiniana Shireen Abu Akleh ter sido morta enquanto cobria um conflito num campo de refugiados da Cisjordânia em Maio, a sua família pede ao Papa Francisco que os ajude a buscar justiça para a falecida jornalista da Al Jazeera.

Catholic News Reporter, inglês

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
IgrejaPolíticaResenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia