Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 25 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Bispo anuncia que vai reconsagrar cemitério vandalizado

Dom Robert Barron

Antoine Mekary | ALETEIA

J-P Mauro - publicado em 09/11/22

Muitas pichações são indecifráveis, mas as legíveis são profundamente ultrajantes para os católicos

O bispo dom Robert Barron, da diocese de Winona-Rochester, no estado norte-americano de Minnesota, anunciou que vai reconsagrar um cemitério vandalizado na noite de Halloween com pichações ofensivas aos cristãos.

As mensagens pichadas em imagens, cruzes, lápides e paredes de um memorial louvavam o diabo e blasfemavam contra o nome de Deus.

Fotos compartilhadas no Twitter mostram áreas do cemitério pichadas com tinta spray azul e marrom. Muitas palavras são indecifráveis, mas as legíveis são profundamente ultrajantes para os católicos – sobretudo, é claro, para os familiares das pessoas que já partiram desta vida e cujos restos mortais repousam no cemitério atacado.

Entre as fotos divulgadas, vê-se uma cruz pichada com a frase “não há Deus”. Ao seu lado, uma estátua de Jesus foi vandalizada com tinta no rosto e com um desenho no peito que zomba do Sagrado Coração. Outras fotos mostram pichações em lápides e nichos. Entre as pichações, uma cruz invertida, símbolo satânico.

Em mensagem divulgada via Twitter, o bispo dom Barron expressou sua indignação com o cemitério vandalizado e assegurou aos familiares dos fiéis falecidos que rezará por eles após o ultraje perpetrado contra os túmulos de seus entes queridos.

Dom Barron também prometeu reconsagrar o cemitério assim que os danos forem reparados e as pichações forem limpas. De acordo com a agência católica de notícias CNA, o custo causado pelos vândalos pode ultrapassar 8.000 dólares, equivalentes a mais de 40 mil reais.

Tags:
IgrejaMortesatanismoViolência
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia