Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 07 Dezembro |
Bem-aventurado Janos Scheffler
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Partido de Ortega “ganha” as eleições municipais na Nicarágua

Eleições municipais na Nicarágua sob fraude

AFP

Nicaraguenses opositores ao ditador Daniel Ortega protestam na Costa Rica exigindo libertação de presos políticos e contra eleições municipais fraudulentas em seu país natal

Jaime Septién - publicado em 09/11/22

Votação "sem oposição": sandinistas "conquistam" todos os 153 municípios do país

Imitando os velhos tempos de Fidel Castro em Cuba, o ex-comandante sandinista e atual presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, consumou uma farsa disfarçada de eleições municipais e conquistou, oficialmente, os 153 municípios que compõem o país centro-americano.

Além de colocar toda a oposição na cadeia e perseguir impiedosamente a Igreja (o bispo de Matagalpa, dom Rolando Álvarez, ainda está em prisão domiciliar e mais de dez padres continuam presos sob acusações ​​de crimes inexistentes), Ortega manobrou para que nenhum município da Nicarágua seja livre.

Junto com a esposa e vice-presidente Rosario Murillo, Daniel Ortega comemorou neste domingo e segunda-feira a sujeição total dos municípios ao sandinismo, em eleições sem concorrência e, praticamente, sem eleitores (exceto os que manifestaram seu “apoio” absoluto ao “casal presidencial”).

Ou comigo ou na cadeia

Fotos das seções eleitorais mostram mesários à espera de eleitores num clima de apatia e desolação. Na contagem de votos, como não poderia deixar de ser, os 153 municípios tiveram 100% dos votos para o partido que está no poder.

É assim que são as coisas num regime de partido único, pensamento único, opção política única. A Nicarágua está entrincheirada, sob a ameaça de que aquele que discordar será acusado de sedição, traição à pátria e desestabilização do Estado. O acusado será entregue às mãos do judiciário, que o mandará para o infame presídio de “El Chipote”, tristemente famoso como centro de torturas.

Identidades usurpadas

O regime celebrou a “alta participação” dos eleitores, mas organizações independentes estimam que nada menos que 82% do eleitorado se absteve de votar.

Do exílio, organizações nicaraguenses denunciaram a monumental fraude eleitoral deste domingo, 6 de novembro, que, entre outras artimanhas, usurpou a identidade de ao menos mil cidadãos para apresentá-los como candidatos nas listas eleitorais.

Segundo o último relatório das autoridades eleitorais, a Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN), que administrava 141 prefeituras até domingo, estende agora o seu poder a todos os 153 municípios, assumindo o controle também dos 12 que estavam nas mãos do Partido Liberal Constitucionalista (PLC) e da Aliança Liberal Nicaraguense.

Coação sem precedentes

A organização independente Urnas Abertas declarou que houve “coerção sem precedentes” contra funcionários públicos, opositores e a população em geral. A organização denunciou que o regime sandinista vigiou cidadãos em cada casa para evitar manifestações de resistência e, em alguns casos, até mesmo para obrigá-los a ir até as urnas, segundo o jornal espanhol El País.

O jornal Los Angeles Times reproduziu falas da vice-presidente Rosario Murillo: ela declarou à mídia oficial que as eleições confirmaram “a unidade em torno da paz e do bem como o único caminho” para o país – embora a Nicarágua esteja afogada em severa crise política há mais de quatro anos, com a maioria dos opositores presos ou exilados.

Rosario Murillo afirmou:

“Vivemos um dia exemplar, maravilhoso, formidável, no qual confirmamos a nossa vocação para a paz. Um dia de harmonia, alegria, fraternidade, um dia extraordinário de democracia”.

Daniel Ortega, depois de votar, declarou:

“Mais do que o partido que recebe o voto, vota-se na Nicarágua. E ao votar na Nicarágua, vota-se pela paz”.

Tags:
IdeologiaPerseguiçãoPolíticaSociedade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia