Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 03 Dezembro |
São Birino de Dorchester
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Direto do Vaticano: O aviso do Papa Francisco contra os “gurus”

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Pope Francis celebrate Holy Mass on the occasion of the VI World Day of the Poor

Antoine Mekary | ALETEIA

I.Media para Aleteia - publicado em 14/11/22

Seu Boletim Direto do Vaticano de 14 de novembro de 2022

  1. Papa adverte contra a tentação de recorrer a “gurus” para encontrar respostas
  2. COP27, Laudato Si’, Ucrânia… O Angelus do Papa
  3. O Papa Francisco está satisfeito com o trabalho do dicastério da Comunicação

1Papa adverte contra a tentação de recorrer a “gurus” para encontrar respostas

Por Anna Kurian – O Papa Francisco exortou os cristãos a não “deixarem-se paralisar pelo medo” e a não “cederem ao vitimismo”, enquanto celebrava a Missa do sexto Dia Mundial do Pobre no domingo. Numa Basílica de São Pedro cheia de pessoas pobres convidadas pelo Vaticano para a ocasião, também exortou as pessoas a não “desperdiçar” o “sentido das suas vidas”.

Na sua homilia, o Papa advertiu contra a tentação de ler os acontecimentos “dramáticos” da história “de uma forma supersticiosa ou catastrófica, como se estivéssemos agora perto do fim do mundo e já não valesse a pena envolvermo-nos em nada de bom”.

“Não enfrente os acontecimentos com medo”, disse o líder católico, criticando a “curiosidade doentia” que leva as pessoas a procurar respostas “no disparate dos magos ou horóscopos […], como se fosse a voz de Deus”. Ele apelou a um afastamento dos “profetas da desgraça”, “das sereias do populismo” e “das teorias fantasiosas apresentadas por algum ‘messias’ da última hora, que geralmente é sempre derrotista e conspiratório”. “O Espírito do Senhor não se encontra ali”, advertiu o 266º Papa.

Entristecido em várias ocasiões pela “cruel Terceira Guerra Mundial” perpetrada em solo ucraniano, bem como pela “fome e pragas”, o pontífice assegurou que “tudo isto não é o fim”. E propôs uma “arte tipicamente cristã”: “não permanecer vítimas do que acontece”, mas agarrar “a oportunidade” que pode surgir das crises. Na vida, salientou, os “passos mais importantes” são dados em situações de “perda de controle, insegurança”.

Quebrar a “surdez interior”

Durante a sua meditação, o pontífice, que foi rodeado por pessoas pobres para esta celebração dedicada a eles, encorajou os cristãos a “quebrar a surdez interior que nos impede de ouvir o grito abafado de dor dos mais fracos”. “Quanta solidão e angústia se escondem mesmo nos recantos esquecidos das nossas cidades”, lamentou ele.

“Não fujamos para nos defendermos da história, mas lutemos para dar a esta história um rosto diferente”, encorajou o Papa Francisco, partilhando a sua convicção de que com Deus “podemos sempre olhar para cima, recomeçar”.

O Papa, que em breve terá 86 anos, deixou à assembleia uma série de perguntas a fazer a si própria face ao infortúnio: “O que estás a fazer? Distrai-se para não pensar no assunto? Diverte-te para não te envolveres? [….] Recua para não ver? Adapta-se, submisso e resignado, ao que acontece? Ou será que estas situações se tornam oportunidades para testemunhar o Evangelho?” Citando uma tradição natalícia, ele sugeriu deixar “um lugar livre para as pessoas” no coração.

O Dia Mundial dos Pobres foi lançado pelo Papa Francisco após o Jubileu dos Sem-Teto organizado pela associação Fratello durante o Ano da Misericórdia. Na sua carta de encerramento do Ano Santo, Misericordia et misera, a 21 de Novembro de 2016, o pontífice tinha instituído um dia dedicado exclusivamente aos pobres, marcado para o 33º Domingo do Tempo Comum.


2COP27, Laudato Si’, Ucrânia… O Angelus do Papa

Por Anna Kurian – O Papa Francisco desejou aos Estados participantes na cimeira das Nações Unidas sobre o clima (COP27), em curso em Sharm el-Sheikh (Egito) de 6 a 18 de Novembro, que dessem “passos em frente, com coragem e determinação”, durante o Angelus que celebrou na Praça de S. Pedro no domingo.

Um ano após o lançamento da plataforma de ação ecológica a 14 de Novembro de 2021 pelo dicastério do Serviço de Desenvolvimento Humano Integral, o Papa agradeceu aos 16.000 membros da iniciativa, incluindo indivíduos, famílias, associações, empresas, e instituições religiosas, culturais e de saúde.

“Este é um excelente início para uma viagem de sete anos”, disse o chefe da Igreja Católica, que encorajou “esta missão crucial para o futuro da humanidade”, que promove “a conversão ecológica e estilos de vida consistentes com ela”.

Após a oração do Angelus, o Pontífice expressou uma vez mais o seu pensamento para “os nossos irmãos e irmãs na Ucrânia martirizada”. Exortou-nos a estar perto deles “através da oração e da solidariedade concreta”. “A paz é possível”, afirmou também o Papa, dizendo: “Não nos resignemos à guerra”.

Finalmente, saudando os membros da comunidade eritreia em Milão presentes debaixo das suas janelas, o Papa assegurou-lhes a sua oração “pelo seu país”.


3O Papa Francisco está satisfeito com o trabalho do dicastério da Comunicação

O Papa Francisco expressou a sua satisfação com os membros do dicastério da Comunicação durante uma audiência na qual deixou o seu discurso para falar livremente com eles a 12 de Novembro de 2022. Quase 18 meses depois de ter repreendido duramente os funcionários da estrutura criada em 2015 durante uma visita aos escritórios da Rádio Vaticano, o Papa Francisco encorajou os comunicadores da Santa Sé a continuarem os seus esforços, assumindo riscos

“Obrigado, obrigado por tudo, a sério, obrigado! Estou contente e vai em frente, assumam riscos, não tenham medo”! Com estas palavras, o Papa Francisco concluiu o seu discurso improvisado aos participantes na assembleia plenária do dicastério da Comunicação, aos quais se juntaram funcionários.

Elogiou calorosamente o trabalho de Paolo Ruffini, o prefeito deste dicastério que inclui a Rádio Vaticano, o Vatican News e o L’Osservatore Romano. “Agradeço ao prefeito, o pobre homem, ele tem a maldição de ser o primeiro prefeito leigo da Cúria”, disse ele, felicitando-o por ter permitido o crescimento da criatividade dentro da estrutura e por ter proposto “comunicação em movimento, criativa”. Também o felicitou pela “atmosfera humana” que soube criar neste dicastério.

No seu discurso, o Papa Francisco insistiu que os bons comunicadores não devem ser “papagaios” que comunicam sem prestar atenção ao que o interlocutor possa dizer. “Um verdadeiro comunicador deve estar atento ao feedback, ao que vem, à reação que o que eu digo provoca. Porque a comunicação é uma ligação humana”, insistiu ele.

Também elogiou o trabalho de Andrea Monda, diretor de L’Osservatore Romano, chamando-lhe “poeta”, e saudou o recente lançamento de uma nova revista mensal – L’Osservatore di Strada / The Street Observer – que dá voz aos mais pobres e às periferias. “L’Osservatore é um problema, todos sabemos que – e em vez de fechar L’Osservatore, ele faz outro, o de ‘di Strada’, e bang!” exclamou o pontífice de 85 anos.

Uma reforma difícil para este super-dicastério

Este encorajamento do Papa Francisco contrasta com as admoestações severas que fez durante a sua visita a 24 de Maio de 2021 aos escritórios da Rádio Vaticano e de L’Osservatore Romano. Vindo na altura para celebrar o 90º aniversário da Rádio Vaticano e o 160º aniversário do jornal oficial da Santa Sé, o Papa Francisco tinha criticado o “funcionalismo mortal” da estrutura que tinha acabado de reformar.

Não se trata apenas de ter “uma bela organização, um belo trabalho” para ser como “a montanha que dá à luz um rato”, disse ele, provocando a incompreensão e amargura de muitos empregados.

O dicastério das comunicações foi criado em 2015 para integrar vários dos serviços históricos de comunicação social da Santa Sé, incluindo o Gabinete de Imprensa da Santa Sé, a Rádio Vaticano e L’Osservatore Romano, sob uma gestão centralizada. Permitiu também a criação do portal oficial Vatican News em 2017.

Esta reestruturação, um dos principais eixos da reforma da Cúria liderada pelo Papa Francisco, diz respeito a uma entidade que emprega quase 550 pessoas com um orçamento de 43 milhões de euros para o ano 2021.

Este é o maior item de despesa do pequeno Estado. Perante as dificuldades orçamentais encontradas pela Santa Sé, têm sido solicitados esforços aos empregados nos últimos tempos.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Direto do VaticanoPapa FranciscoVaticano
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia