Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 09 Dezembro |
Bem-aventurado Luís Liguda
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: A dimensão episcopal da Igreja está em perigo?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
eveques-shutterstock_1564664017

Shutterstock

I.Media para Aleteia - publicado em 16/11/22

O seu resumo das principais notícias do dia. Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Quarta-feira, 16 de Novembro de 2022

  1. A dimensão episcopal da Igreja estaria em perigo?
  2. O Bispo de Den Bosch comenta a visita ad limina holandesa
  3. Bispo Broglio, uma figura conservadora à frente dos bispos americanos
  4. Igrejas no Líbano: é necessário um presidente “imediatamente”
  5. Bahrein: o pedido de anistia feito pelo Papa

1A dimensão episcopal da Igreja estaria em perigo?

O historiador italiano Massimo Faggioli, professor universitário nos Estados Unidos, explica que a Igreja Católica está a tornar-se “pós-episcopal”. “A situação resulta da queda precipitada de vocações. Ainda temos bispos, padres e diáconos, claro, mas é impossível imaginar uma Igreja em que haja um padre para cada paróquia”, explica, observando que tem havido um declínio notável no nível de confiança que os padres têm nos seus bispos. “A crise pós-conciliar do sacerdócio e das ordens religiosas não é surpreendente, dado o tratamento superficial que o Vaticano II e os seus documentos finais deram a estes ministérios e ao seu papel na Igreja”, explica Massimo Faggioli.

Mas a crise do episcopado é mais complexa de analisar. A revalorização do órgão episcopal pelo Concílio, particularmente através do reforço da colegialidade episcopal, não teve o efeito desejado. Ele menciona o mal-estar palpável, nomeadamente através “do elevado número de padres escolhidos para se tornarem bispos mas que recusam esta nomeação; do número de bispos que renunciam por exaustão profissional; ou dos casos de bispos discretamente removidos (e sem qualquer transparência, especialmente para as vítimas) pelo Vaticano na sequência de acusações ou por terem sido considerados culpados de abuso ou dissimulação. Neste contexto, a sinodalidade toma nota do apagamento progressivo do bispo como o pivot do governo da Igreja. O Sínodo dos Bispos, criado por Paulo VI em 1965, está a mudar o seu nome para simplesmente “Sínodo” (não “dos bispos”) e a sinodalidade é chamada a tornar-se um modelo de governança partilhado nos organismos eclesiais, envolvendo em particular os leigos e as mulheres.

“É chamado a preencher o vazio deixado pelos bispos, um vazio no qual outras vozes e entidades – nos meios de comunicação social, nos negócios, na política – se apressaram, e ao fazê-lo puseram em perigo a catolicidade da Igreja”, explica Massimo Faggioli.

Commonweal, inglês


2O Bispo de Den Bosch comenta a visita ad limina holandesa

“A Cúria Romana, o conjunto de departamentos que auxiliam o Papa na administração da Igreja, está ao serviço dos bispos, não acima de nós”, disse o Bispo Gerard de Kort de Den Bosch ao diário protestante Nederlands Dagblad. O holandês, que acaba de regressar de uma visita ad limina de uma semana, vê isto como um “sinal claro de uma sinodalidade crescente” conduzida pelo pontífice. O Papa, que recebeu todos os bispos holandeses, sublinhou a importância do acompanhamento pastoral no seu ministério e na continuação do sínodo. O sínodo, disse-lhes ele, é um processo espiritual com uma “dimensão parlamentar”, mas não um parlamento. Convidou-os a escutarem-se uns aos outros, mas também a reservar tempo para o silêncio durante as sessões sinodais. O Bispo De Kort falou também do fato de que a Universidade de Nijmegen voltará a ser católica, após uma disputa com os bispos holandeses. Esta reconciliação, que está a ser promovida pela Santa Sé, implicará a criação de um instituto “Laudato si”.

Nederlands Dagblad, holandês


3E também na imprensa internacional…

Bispo Broglio, uma figura conservadora à frente dos bispos americanos

O Arcebispo Timothy Broglio foi eleito Presidente da Conferência Episcopal dos EUA a 15 de Novembro. Ex-secretário do Cardeal Sodano nos anos 90, foi arcebispo das forças armadas americanas durante quase 15 anos. O Bispo Broglio é um dos prelados americanos que criticou o Presidente Joe Biden pela sua posição moral sobre o aborto.

La Croix, francês

Igrejas no Líbano: é necessário um presidente “imediatamente”

Os líderes da Igreja no Líbano reuniram-se nos últimos dias e reiteraram a prioridade para o Parlamento de eleger um presidente, após a partida de Michel Aoun. No domingo, o patriarca maronita também convocou uma conferência internacional para o país, relata a revista Terre Sainte Magazine.

Terre Sainte, français

Bahrein: o pedido de anistia feito pelo Papa

O apelo pessoal do Papa Francisco ao rei do Bahrein durante a sua recente viagem ao Golfo, pedindo a libertação de uma série de presos políticos presos desde 2011, todos eles pertencentes à corrente xiita, não teve até agora qualquer efeito. O rei Khalifa não acedeu ao pedido papal, apesar das expectativas.

Il Messaggero, italiano

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
BisposResenha de ImprensaSínodo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia