Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 03 Dezembro |
São Birino de Dorchester
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Direto do Vaticano: “Apressa-te, Senhor”, a oração do Papa pela Ucrânia

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Pope-Francis-Audience-November-16-2022

Antoine Mekary | ALETEIA

I.Media para Aleteia - publicado em 17/11/22

Seu Boletim Direto do Vaticano de 17 de novembro de 2022

  • “Apressa-te, Senhor”, a oração do Papa pela Ucrânia
  • Núncio Santiago De Wit Guzmán herda novos estados no Caribe
  • Papa nomeia o Arcebispo Emien para Núncio na Guiné, para além do Mali

1“Apresse-se, Senhor”, a oração do Papa pela Ucrânia

Por Anna Kurian – “Podemos rezar pela Ucrânia dizendo: ‘Apressa-te, Senhor'”, disse o Papa Francisco na audiência geral na quarta-feira 16 de Novembro. Da Praça de São Pedro, manifestou também a sua preocupação com as vítimas do atentado de Istambul.

O Papa expressou a sua “dor” e “preocupação” pela “notícia do ataque ainda mais forte com mísseis contra a Ucrânia, que causou mortes e danificou muitas infra-estruturas civis”. De acordo com as autoridades ucranianas, as bombas visaram infra-estruturas elétricas em várias regiões, deixando mais de sete milhões de ucranianos sem energia.

Orações pela Ucrânia e Turquia

“Oremos”, insistiu ele, “para que o Senhor possa converter os corações daqueles que ainda apostam na guerra”. O pontífice desejou aos ucranianos “consolo, força nesta provação” e “a esperança de paz”.

O chefe da Igreja Católica insistiu em apelar a uma oração “incessante”, para que “o desejo de paz para a Ucrânia martirizada” prevaleça, e “para evitar qualquer escalada e abrir o caminho para um cessar-fogo e diálogo”. Os mísseis, cuja origem ainda é desconhecida, também atingiram a Polônia ao mesmo tempo que o ataque russo, noticiaram os meios de comunicação social polacos.

Durante a audiência, o Papa garantiu também rezar pelas “vítimas inocentes” do ataque terrorista que matou pelo menos seis pessoas em 13 de Novembro em Istambul (Turquia). Num telegrama publicado a 15 de Novembro, o Papa esperava que “nenhum ato de violência” desencorajasse os esforços do povo turco em prol da paz.


2Núncio Santiago De Wit Guzmán herda novos estados no Caribe

Por Hugues Lefèvre – O Papa Francisco nomeou o Arcebispo Santiago De Wit Guzmán como Núncio Apostólico nas Bahamas, Barbados, Jamaica, Dominica e Santa Lúcia a 12 de Novembro. O diplomata espanhol já tinha herdado oito estados na região do Caribe.

O Arcebispo Santiago De Wit Guzmán, que tinha servido como núncio apostólico da República Centro Africana e do Chade desde 2017, juntou-se ao Caribe no Verão passado depois de ter sido nomeado pelo Papa para oito estados da região – três países do continente (Guiana, Suriname, Belize) e cinco países insulares (Trinidad e Tobago, Antígua e Barbuda, Granada, São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas).

Um lugar vago

É também Delegado Apostólico para as Índias Ocidentais, missão que o deveria levar a entrar em contacto com as Igrejas locais de vários territórios franceses (Guiana, Martinica e Guadalupe).

Antes de ser ordenado bispo em 2017 para o seu primeiro gabinete núncio em África, este diplomata espanhol nascido em Valência em 1964 tinha trabalhado para as representações papais na República Centro Africana, Chade, Países Baixos, Paraguai, Egipto, República Democrática do Congo e Espanha.

O lugar de Núncio para os pequenos países do Caribe está vago desde 17 de Dezembro de 2021 e a nomeação do seu anterior titular, Arcebispo Fortunatus Nwachukwu, como observador permanente junto das agências da ONU em Genebra.


3Papa nomeia o Arcebispo Emien para Núncio na Guiné, para além do Mali

Por Hugues Lefèvre – O Papa Francisco nomeou o Arcebispo Mambé Jean-Sylvain Emien como Núncio Apostólico na Guiné, disse no sábado o Gabinete de Imprensa da Santa Sé. O diplomata da Costa do Marfim está colocado no Mali desde 2 de Fevereiro.

Nascido em 1970 na Costa do Marfim, Mambé Jean-Sylvain Emien foi ordenado sacerdote a 14 de Dezembro de 1997. Juntou-se ao serviço diplomático da Santa Sé em 2005 e serviu nas representações papais em Angola, Nigéria, Nova Zelândia, Espanha, República Checa e Guiné.

A 2 de Fevereiro, Dom Mambé Jean-Sylvain Emien foi nomeado Núncio Apostólico no Mali. A 16 de Maio, foi recebido em audiência pelo Papa Francisco em Roma e discutiu com ele a preocupante situação de segurança neste país onde 90% da população é muçulmana.

Como é tradicionalmente o caso, o núncio no Mali também herda a Guiné. Este país da África Ocidental, que tem uma população cristã de cerca de 10%, tem atravessado um período de grande turbulência desde o golpe de Estado de 5 de Setembro de 2021 que derrubou o Presidente Alpha Condé.

No passado, as relações entre a Igreja Católica e o governo guineense têm sido extremamente tensas. Sob o ditador Sékou Touré (1958-1984), os católicos foram perseguidos. Em 1992, o Papa João Paulo II foi lá para consolar um povo ferido e encorajar o episcopado a continuar o seu trabalho em prol da paz e do fim da corrupção.

A Igreja Católica na Guiné tem agora um cardeal eleitor na pessoa de Robert Sarah, de 77 anos.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Direto do VaticanoGuerraPapa FranciscoUcrânia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia