Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 03 Dezembro |
São Birino de Dorchester
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

O Papa recomenda: perguntem a Jesus como Ele está

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Papa Francisco fala de Jesus na audiência de 16 de novembro de 2022

Antoine Mekary | ALETEIA

Kathleen N. Hattrup - publicado em 18/11/22

"Não sejamos como crianças que ficam só pedindo brinquedos aos pais; procuremos Jesus para estar com Ele"

É bom aprender a estar com nosso Senhor sem segundas intenções, disse o Papa Francisco nesta quarta-feira, 16 de novembro, ao dar continuidade à sua série de catequeses sobre o discernimento.

Falando sobre o que podemos aprender nas horas de desolação, o Papa afirmou que elas são um convite à “gratuidade”, ou seja, a nos doarmos livremente, sem esperar coisas em troca, inclusive na relação com Deus.

O Papa advertiu que podemos rezar com essa mesma atitude: a nossa oração pode se reduzir a “pedir favores ao Senhor, sem nenhum interesse real por Ele mesmo”. Francisco observou, aliás, que o Evangelho nos apresenta muitas pessoas com esta atitude.

“Nós nos voltamos a Ele para pedir, pedir, pedir ao Senhor (…) Jesus era rodeado muitas vezes por muita gente que o procurava para conseguir algo: uma cura, uma ajuda material, mas não simplesmente para estar com Ele. Ele era empurrado pelas multidões, mas estava sozinho. Alguns santos, e mesmo alguns artistas, contemplaram esta condição de Jesus”.

Estejam com Ele

O Papa então nos encorajou a procurar o Senhor pela simples alegria de estar com Ele, e não para receber algo em troca:

“Pode parecer estranho, irreal, perguntar ao Senhor: ‘Como estás?’. Mas é uma bela maneira de entrar numa relação verdadeira e sincera com a humanidade d’Ele, com o sofrimento d’Ele, até com a singular solidão d’Ele. Com Ele, com o Senhor, que quis compartilhar a sua vida conosco em plenitude.

Faz-nos muito bem aprender a estar com Ele, a estar com o Senhor, aprender a estar com o Senhor sem segundas intenções, exatamente como acontece com as pessoas de quem gostamos: queremos conhecê-las cada vez mais, porque é bom estar com elas”.

A este respeito, o Papa advertiu contra a deturpação e a incompreensão da vida espiritual:

“Caros irmãos e irmãs, a vida espiritual não é uma técnica à nossa disposição, não é um programa para o ‘bem-estar’ interior que nos compete planejar. Não. A vida espiritual é a relação com Aquele que Vive, com Deus, o Deus Vivente que não pode ser reduzido às nossas categorias”.

Francisco acrescentou que, numa boa vida de oração, descobrimos que “o resultado é imprevisível”:

“Experiências e passagens da Bíblia que antigamente nos cativavam, pode ser que hoje, estranhamente, não nos comovam. E, também de uma forma inesperada, experiências, encontros e leituras que nunca tínhamos valorizado ou que até preferíamos evitar, como a experiência da cruz, nos trazem uma paz imensa.

Não temam a desolação; enfrentem-na com perseverança, não tentem contorná-la. E, na desolação, tente encontrar o coração de Cristo, para encontrar o Senhor. E a resposta virá, sempre”.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
DeusEspiritualidadeJesusOraçãoPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia