Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 04 Fevereiro |
Santo Eutíquio de Roma
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: Vias bloqueadas entre o Vaticano e a Rússia

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Sans-titre-1

© Capture Google Street View

La Villa Abamelek, résidence des ambassadeurs russes à Rome.

I.Media para Aleteia - publicado em 05/12/22

O seu resumo das principais notícias do dia. Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Segunda-feira, 5 de dezembro de 2022

  1. Vias bloqueadas entre o Vaticano e a Rússia
  2. Petição contra o financiamento do quartel da Guarda Suíça
  3. O iniciador do sínodo alemão fala sobre as táticas políticas utilizadas no processo
  4. Crises que estão atrapalhando o pontificado de Francisco
  5. Dois meses antes da visita de Francisco, o apelo de um Prêmio Nobel da Paz para a República Democrática do Congo

1Vias bloqueadas entre o Vaticano e a Rússia

Há a grande história que está sendo escrita e depois há as pequenas histórias que vêm junto. Como as relações entre o Vaticano e a Rússia continuam a deteriorar-se, o órgão de comunicação Crux relata um fato que passaria por insignificante em tempos de paz, mas que encontra uma certa densidade nestes tempos particularmente conturbados. A um passo da Praça de São Pedro está a Via Fornaci, uma pequena rua que liga o Vaticano à colina do Janiculum. Embora os turistas quase nunca a utilizem, ela é uma rota importante para a vida econômica da Cidade Eterna. Mas há várias semanas, a ligação foi cortada. A razão: o muro da Villa Abamelek, onde residem os embaixadores russos na Itália, está em perigo de ruir. As autoridades romanas sentiram que os russos deveriam realizar reparos, mas estes últimos se recusaram a fazê-lo. Como resultado, a rua está fechada e a dor de cabeça já começou para os residentes locais. Crux diz até mesmo que um bar local já fechou devido à falta de tráfego.

Embora distante do front na Ucrânia, esta história pode, no entanto, ilustrar a crescente distância entre a Rússia e o Vaticano após vários meses de guerra. Após os comentários do Papa na revista America na semana passada, eclodiu uma crise diplomática, pois os russos não puderam suportar as críticas do Pontífice sobre a crueldade dos tchetchenos, entre outras. Enquanto a Santa Sé ainda se oferece para mediar e manter a esperança de uma trégua natalina na Ucrânia, as perspectivas da diplomacia vaticana de alcançar seus objetivos parecem estar recuando um pouco mais. A menos que um milagre aconteça, Crux conclui.

Crux, inglês


2Petição contra o financiamento do quartel da Guarda Suíça

O 1 milhão de francos que o cantão do Valais prometeu para o futuro quartel da Guarda Pontifícia no Vaticano – que está atualmente sendo reestruturado – está sendo contestado. De acordo com a imprensa local, acaba de chegar uma petição em todas as caixas de correio do cantão. Intitulada “O 1 milhão diante do povo”, esta coleta de assinaturas visa fazer com que o Conselho do Estado do Valais retire sua promessa de subsídio. De acordo com a imprensa local, a associação “Libre pensée” está indignada que o governo pretenda usar um fundo local. No entanto, argumenta que este fundo não está aberto a financiamentos que tenham um “caráter predominantemente religioso” e, portanto, a iniciativa seria ilegal. Em resposta, um parecer jurídico encomendado pelo cantão afirma que o Conselho do Estado do Valais tem todo o direito de fazer esta doação, que visa renovar um edifício listado pela UNESCO e não um local de oração. É, portanto, uma questão de aspectos culturais e de proteção patrimonial, e não uma questão religiosa. O Conselho do Estado do Valais também aponta que a Guarda Suíça contribuiu para a influência do país durante 500 anos e, portanto, vê um interesse público em apoiar esta instituição. Até agora, menos de 500 pessoas assinaram o abaixo-assinado.

RTS, francês


3E TAMBÉM NA IMPRENSA INTERNACIONAL…

Um iniciador do sínodo alemão fala sobre as táticas políticas utilizadas no processo

Um arquiteto do caminho sinodal na Alemanha explica como os organizadores utilizaram com sucesso táticas empregadas na política para pressionar por mudanças na Igreja.

The Pillar, inglês

As crises que estão atrasando o pontificado de Francisco

O Papa Francisco se encontra à frente de uma Igreja onde entre bispos e conferências episcopais surgem visões opostas sobre o futuro do catolicismo. (Análise)

Città Nuove Corleone, italiano

Dois meses antes da visita de Francisco, o apelo do Prêmio Nobel da Paz para a RDC

O ativista dos direitos humanos e ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 2018, Denis Mukwege, se encontrará com o Papa Francisco em 9 de dezembro no Vaticano, dois meses antes da visita deste último à RDC. Ele adverte sobre o apoio de Ruanda ao grupo armado M23 no leste de seu país, e apela para a mobilização da comunidade internacional.

Vatican News, francês

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
ÁfricaGuerraResenha de Imprensa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia