Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 07 Fevereiro |
Bem-aventurado Guilherme Saultemouche
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Desistir é para os vencedores

baby pounding table with stern face

Kichigin / Shutterstock

Michael Rennier - publicado em 06/12/22

É preciso coragem para saber quando é hora de mudar, e isso não significa que você está desistindo dos seus sonhos

Não perca a Missa internacional por aqueles que precisam de cura. Levaremos suas intenções até o altar - de graça. Clique neste botão para enviar a sua intenção👇

Intenção de missa e oração pelos doentes

A primeira vez que desisti, senti-me culpado. Eu não sou o tipo de pessoa que desiste facilmente. Assim, quando, aos 19 anos, decidi deixar de frequentar uma determinada igreja, senti como se estivesse traindo meus amigos e minha fé. A situação havia se tornado tóxica e emocionalmente abusiva; o pastor estava se aproveitando da sinceridade e da devoção dos paroquianos. Eu não aguentava mais. Estava destruindo minha fé.

Parecia uma decisão simples. Mas realmente não foi. Parecia que eu estava traindo meus princípios, como se eu não estivesse sendo razoável. Eu me sentia culpado e me perguntava se eu teria me tornado cínico demais. Muitos dos meus amigos estavam perfeitamente bem permanecendo naquela igreja, então talvez, pensei, o problema fosse eu. Todos tentaram me dissuadir disso. Disseram que a igreja só melhoraria se eu ficasse por lá e me tornasse parte da solução, que não havia outras comunidades religiosas perfeitas lá fora, que eu me arrependeria de ter saído.

Quando investimos tanto em algo como uma comunidade eclesial, um relacionamento pessoal ou um emprego, tendemos a nos tornar tendencialmente parciais em relação ao seu sucesso. Não queremos que nosso esforço seja em vão, para sentir que estamos desistindo de algo que tem falhas, mas que também tem aspectos genuinamente bons.

Aprendendo a desistir

É por isso que desistir é tão difícil. Não só estamos desistindo de algo que, em algum momento, foi uma verdadeira fonte de bem, mas também estamos admitindo que nossos melhores esforços são impotentes para consertá-lo. Desistir é um reconhecimento das fronteiras e limitações humanas.

Mas desde aquela decisão memorável, tornei-me um desistente realizado…

Eu deixei de ser protestante e me tornei católico.

Deixei um emprego que era torturante por causa de um chefe tóxico.

Deixei de me preocupar com o custo de criar filhos e decidi criar a maior família que pude com minha esposa.

Deixei de tentar acompanhar as tendências da moda e passei graciosamente a ser um pai de meia-idade (meus filhos podem contestar isso).

Deixei de me preocupar com o que as outras pessoas pensavam de mim.

O que os outros que desistiram dizem

Pedi a meus amigos das mídias sociais que compartilhassem suas histórias sobre como desistir e recebi mais respostas do que as que tenho espaço para compartilhar aqui. Parece que muitas pessoas já pensaram sobre este tema! Aqui está uma amostra do que meus amigos compartilharam:

Sarah disse: “Eu deixei de receber hóspedes somente se eu tivesse uma casa limpa – foi um verdadeiro avanço. Percebi que o padrão tolo que eu havia colocado em mim estava danificando a minha caridade cristã”.

Jim disse: “Deixei uma carreira em que viajava muito, era muito bem pago e tinha muitas vantagens em uma empresa da Fortune 500 por uma que eu poderia me concentrar em ajudar os outros, minha fé, minha família e minha comunidade”.

Anna disse: “Deixei de viver para mim e comecei a viver para Deus”.

Denise disse: “Deixei de dizer que sou velha demais para fazer coisas”.

Terri disse: “Eu parei de me comparar a outras mães. Parei de me agarrar a expectativas impossíveis”.

E Jeff faz questão de dizer sucintamente que desistir tem suas vantagens: “Parei de fumar”.

É preciso coragem

Cada resposta que recebi tinha um tema comum, que é: desistir requer coragem. Nenhum desses desistentes, ao compartilhar sua história, está promovendo a ideia de desistir de si mesmo ou de seus sonhos. E não estou tentando dizer que desistir é algo que todos nós deveríamos estar fazendo o tempo todo, rápida e facilmente.

Pelo contrário, o que ouço meus amigos compartilhando é que, com o tempo, enquanto eles pensavam e rezavam sobre suas situações particulares, tornou-se evidente que uma mudança precisava ser feita. Eles só desistiram quando se tornou óbvio que era hora de um novo começo. Ao fazer uma mudança, eles estavam procurando novas e melhores oportunidades. Mudaram de emprego. Deixaram um mau hábito para se concentrar no desenvolvimento de algo bom. Deixaram de ser conduzidos pelas expectativas dos outros.

Portanto, a virtude que estou elogiando não é realmente se tornar um desistente – é a coragem de saber quando começar de novo e a prudência de se concentrar em onde sua energia é melhor gasta.

Valores

Alinhe seus compromissos com seus valores e não peça desculpas por gastar sua energia com cuidado. Se você tiver medo de desistir de uma coisa, pode perder uma oportunidade em outro lugar. Tenha certeza de que seus compromissos não estão apenas tirando energia de você, mas também o estão energizando em troca. É assim que sabemos que estamos no lugar certo. Por exemplo, embora celebrar uma missa todos os dias seja um compromisso enorme para um padre que requer dedicação e preparação, eu acordo todas as manhãs energizado pelo fato de poder celebrar.

Eu nunca teria conhecido o cumprimento do sacerdócio católico hoje se eu não tivesse desistido daquela outra igreja há mais de 20 anos. Nunca sabemos o que Deus tem reservado para nós. Se aprendi alguma coisa em meu curto tempo aqui na Terra, é que Ele é a única constante. Ele nunca desiste de nós e nós nunca devemos desistir dEle. Tudo o mais, nós o seguramos leve e facilmente para que possamos buscar a verdadeira felicidade, agarrando aquilo que é de valor infinito.

Tags:
FelicidadeSaúdeSentido da vidaTrabalhoVirtudes
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia