Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 23 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Cardeal processa mulher que o acusou de abusos sexuais

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
CARDEAL MARC OUELLET

Daniel Mallard | QMI Agency

Francisco Vêneto - publicado em 14/12/22

Ele traça uma justa distinção entre as verdadeiras vítimas de abuso sexual e as pessoas que utilizam esse tipo de alegação para caluniar

O cardeal canadense Marc Ouellet, prefeito do dicastério vaticano para os bispos, emitiu comunicado oficial informando que processará uma mulher que o acusou sem provas de ter perpetrado abusos sexuais contra ela quando era arcebispo de Québec.

Em 16 de agosto deste ano, o cardeal foi denunciado juntamente com mais de 80 sacerdotes e leigos daquela arquidiocese, em ação coletiva que os acusava desse tipo de crime. Ouellet, em particular, estava sendo acusado de “ter tocado de maneira inadequada uma estagiária entre 2008 e 2010”.

No comunicado divulgado neste 13 de dezembro, o cardeal afirma:

“Em declaração datada de 19 de agosto, neguei firmemente essas acusações infames e difamatórias feitas injustamente contra mim. Em honra à verdade, quero enfatizar que nunca cometi os atos de que a demandante me acusa”.

E acrescentou:

“Após investigação preliminar, o Papa Francisco considerou que não havia provas suficientes para iniciar uma investigação canônica por abuso sexual. Intento hoje uma ação legal por difamação diante dos tribunais de Québec para demonstrar a falsidade das acusações feitas contra mim e restabelecer a minha reputação e a minha honra”.

O cardeal traça ainda uma justa distinção entre as verdadeiras vítimas de abusos sexuais e aquelas pessoas que se utilizam desse tipo de alegação para caluniar:

“As vítimas de abusos sexuais têm o direito a uma justa indenização pelos danos que sofreram. Sou sensível ao seu sofrimento e reitero a elas a minha sincera solidariedade. O seu direito à justiça não está sendo colocado em discussão pela minha ação legal, que é, todavia, dolorosamente necessária para defender a verdade, a minha reputação e a minha honra”.

Ouellet anunciou que o valor da causa, caso a ganhe, será destinado à “luta contra os abusos sexuais das populações indígenas do Canadá“.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia