Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 21 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Nigéria sofre aumento alarmante dos sequestros de padres

Nigéria sofre onda de sequestros de padres e ataques contra cristãos

LUIS TATO/AFP/East News

Agnès Pinard Legry - publicado em 22/12/22

O padre Sylvester Okechukwu foi raptado em 20 de dezembro, enquanto o padre Christopher Ogide foi levado três dias antes: violência suscita medo às portas do Natal

À medida que o Natal se aproxima, o que alguns tentariam definir como incidentes isolados está se tornando um fenômeno dramaticamente recorrente: a Nigéria está sofrendo um aumento alarmante dos sequestros de padres.

O padre Sylvester Okechukwu, da diocese de Kafanchan, no estado de Kaduna, foi raptado neste 20 de dezembro. Sacerdote da paróquia de Santo Antônio em Fadan Kano, ele foi levado pelos captores por volta das 23h45, de plena casa paroquial. Enquanto reza pela rápida libertação do sacerdote, a diocese exorta todos os fiéis a “não fazerem justiça pelas suas próprias mãos”.

“Utilizaremos todos os meios legais para assegurar a sua libertação segura e rápida”.

Poucos dias antes, em 17 de dezembro, o padre Christopher Ogide também foi sequestrado, no sudeste do país, em frente à casa paroquial de Umuopara. Ele estava saindo para abastecer o tanque de combustível do carro quando foi capturado por homens armados, anunciou a diocese de Umuahia.

18 padres raptados – ou mais

Pelo menos 18 padres foram raptados desde o início deste ano e quatro foram mortos no Estado de Kaduna, que tem sido particularmente devastado por grupos terroristas ao longo dos últimos cinco anos, de acordo com a fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (ACN).

As autoridades nigerianas relatam cerca de 3.000 mortes nesta onda de violência, embora o número mais provável gire em torno de 36.000, segundo fontes independentes.

Tags:
PerseguiçãoViolência
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia