Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 07 Fevereiro |
Bem-aventurado Guilherme Saultemouche
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Museu conserva pedra que é relíquia de Santo Estêvão

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Apedrejamento de Santo Estêvão

Renata Sedmakova | Shutterstock

Daniel R. Esparza - publicado em 28/12/22

Santo Estêvão foi apedrejado até a morte e é considerado o primeiro mártir do cristianismo

No Museu Diocesano de Ancona (Itália), conserva-se uma pedra em um relicário – a pedra de Santo Estêvão. A tradição afirma que o pedaço de rocha atingiu o cotovelo de Estêvão quando ele foi apedrejado até a morte. 

Santo Estevão é considerado como o primeiro mártir do cristianismo. De acordo com os Atos dos Apóstolos, ele era um diácono na Igreja primitiva em Jerusalém e um pregador. Mas seus ensinamentos irritaram membros de várias sinagogas. Ele acabou sendo acusado de blasfêmia e foi apedrejado até a morte. Saulo de Tarso (isto é, São Paulo) testemunhou o martírio de Estêvão.

A Bíblia também afirma que “alguns homens piedosos trataram de enterrar Estêvão e fizeram grande pranto a seu res­peito” (Atos 8,2), mas não diz nada sobre a localização de sua tumba.

No ano 415, um padre chamado Lucian teve um sonho no qual Gamaliel (professor de Paulo) lhe mostrou o lugar onde estava enterrado Estêvão. Conta-se que, enquanto ele ia para lá com um bispo de Jerusalém e uma multidão de pessoas, a terra começou a tremer, um doce perfume se espalhou por toda parte e 73 pessoas foram curadas de diferentes doenças.

Santo Estêvão e Santo Agostinho

Logo após a descoberta do túmulo de Estêvão, suas relíquias foram espalhadas por todo o mundo cristão. Ao chegarem ao norte da África, Santo Agostinho as venerou e escreveu uma série de sermões sobre Santo Estêvão – sermões 314 a 324.

No sermão 323, ele menciona não apenas a pedra preservada em Ancona, mas sugere que o nome da cidade tenha algo a ver com esta pedra. O sermão diz o seguinte:

“São muitos os que sabem quantos milagres são realizados nesta cidade [Ancona] pelo bem-aventurado mártir Estevão. Ouçam agora algo que os encherá de admiração: sua memória estava ali desde muito tempo, e ali permanece. Talvez você me diga: «Se seu corpo não houvesse aparecido, a que se devia aquela memória?». O motivo nos escapa. Mas não escapará de sua caridade o que a tradição nos disse. No momento da lapidação de Santo Estevão estavam presentes também algumas pessoas inocentes, especialmente aquelas que haviam crido em Cristo. É dito que uma pedra o atingiu no cotovelo e de rebote foi parar perto de um homem piedoso. Ele pegou e guardou-a. Como era marinheiro, sua profissão o trouxe até o litoral de Ancona e uma revelação o indicou que era ali onde ele deveria colocar aquela pedra. Ele obedeceu a revelação e fez como lhe tinha sido ordenado. A partir de então começou a existir ali a memória de Santo Estevão e se correu o rumor de que era seu braço que ali estava, ignorando os homens o que realmente tinha acontecido”.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
BíbliaCristianismoMártiresSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia