Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 25 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Resenha de Imprensa: O presente de Natal da Igreja Maronita

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
WEB2-LEBANON-SHRINE-shutterstock_1885711126.jpg

Shutterstock I Eyad Al Hakeem

Sanctuaire Notre-Dame du Liban.

I. Media - publicado em 29/12/22

O seu resumo das principais notícias do dia. Uma seleção de artigos escritos pela imprensa internacional sobre a Igreja e as principais questões que preocupam os católicos em todo o mundo. As opiniões e pontos de vista expressos nestes artigos não são dos editores da Aleteia

Quinta-feira, 29 de dezembro

  1. Guerra e paz pelo Papa Francisco: análise desenfreada e improvisação
  2. Os irmãos Massabki serão santos: o presente de Natal da Igreja Maronita
  3. 2022 na Igreja Católica americana: um ano de oposição ao Papa Francisco e mudanças intelectuais e eclesiásticas
  4. Mais de 100 padres e freiras sequestrados, presos ou mortos em 2022
  5. Bispo de Nevers relata esgotamento e se afasta por seis meses

1Guerra e paz pelo Papa Francisco: análise desenfreada e improvisação

O diário polonês Wyborcza, que muitas vezes é muito anticlerical, publica uma dura crítica ao Papa Francisco. Para o jornalista Bartosz Hlebowicz, o Papa entendeu tudo errado. “Nos últimos nove meses, ele tem feito muito para manchar sua imagem e reduzir a zero as chances do Vaticano de desempenhar qualquer papel na resolução do conflito”, diz ele. Ele acredita que seus apelos à paz são contraproducentes, alienando regularmente os russos e os ucranianos, e que isso é o resultado de uma “falta de estratégia comum entre as diversas instituições da Santa Sé”, notadamente entre o Cardeal Parolin e o pontífice, mas não apenas. As próprias ações do Papa, diz o jornalista, carecem de “coerência” e são guiadas pela “intuição”.

Ele é particularmente crítico em relação a suas declarações contra a OTAN. “O fato de ele não poder distinguir entre o bem e o mal é naturalmente o principal problema, mas é igualmente indesculpável que ele fale sobre a tragédia da guerra numa linguagem tão infantil”, diz o jornalista, considerando que sua linguagem ambígua “leva a uma falta de confiança”. Entretanto, ele observa uma mudança desde 7 de novembro e seu encontro com o chefe da Igreja Greco-Católica, Svyatoslav Shevchchuk.

Wyborcza, polonês

2Os irmãos Massabki serão santos: o presente de Natal da Igreja Maronita

O Cardeal Rai, chefe da Igreja Maronita, oficializou a notícia: o Papa Francisco aprovou o decreto que reconhece o martírio dos três irmãos Massabki – Francis, Abdel Mohti e Raphael. Todos os três foram assassinados em 1860 durante os massacres no Monte Líbano. A revolta sangrenta havia voltado a população muçulmana, principalmente druzos, contra os cristãos orientais. Os políticos da época, com raras exceções, também haviam incitado ao ódio, uma forma de “aterrorizar” o Ocidente, protetor dos cristãos. Os três irmãos devem ser reconhecidos em breve como santos. “Este é nosso presente de Natal”, disse o Cardeal Rai. O Cardeal Rai disse aos membros de sua comunidade, que foram duramente atingidos pela situação crítica no Líbano. A cerimônia de canonização está prevista para acontecer em Roma. Este reconhecimento será também a ocasião para um “ecumenismo de mártires”, já que um sacerdote da Igreja Ortodoxa de Antioquia foi morto no mesmo dia por ter se recusado a negar sua fé em Cristo.

Asia News, italiano

3E também na imprensa internacional…

2022 na Igreja Católica americana: um ano de oposição ao Papa Francisco e mudanças intelectuais e eclesiais

O ano 2022 no mundo católico foi dominado por mudanças significativas no cenário intelectual e eclesial, acompanhadas por surpreendentemente poucas mudanças entre o pessoal-chave na Cúria do Vaticano e na sede da Conferência Episcopal dos Estados Unidos.

NCR Online, inglês

Mais de 100 padres e freiras sequestrados, presos ou mortos em 2022

A Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre observa que no ano de 2022 mais de 100 padres e freiras foram sequestrados, presos ou mortos em todo o mundo, particularmente na Nigéria. Ela exige “a segurança e a liberdade dos padres, monjas e outros agentes de pastoral” que trabalham a serviço dos mais pobres.

Vatican News, francês

Bispo de Nevers na França relata esgotamento e se afasta por seis meses

“Estou num estado de esgotamento, o que significa que não estou completamente apto para desempenhar minha tarefa adequadamente”, revela o bispo Thierry Brac de La Perrière.

Le Journal du Centre, francês

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos

Tags:
GuerraIgrejaResenha de Imprensa
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia