Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 03 Fevereiro |
Bem-aventurado Luís Andritzki
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

A “Pequena Teresa”, nascida há 150 anos, um imenso tesouro para o nosso tempo

150-ans-de-la-naissance-de-Therese-de-Lisieux-.jpg

Carmel de Lisieux I Shutterstock I Montage Canva

Mathilde de Robien - publicado em 03/01/23

Em 2 de janeiro de 2023, a Igreja celebra o 150º aniversário do nascimento de Santa Teresa de Lisieux, em 2 de janeiro de 1873, em Alençon. A Unesco será associada a este aniversário para a bienal de 2022-2023. Este é um sinal forte de que a influência de Teresa vai muito além da Igreja e dos crentes: como mulher de paz, amor e cultura, ela realmente toca toda a humanidade

Quem diria que a mulher carinhosamente conhecida como “Pequena Teresa” seria homenageada por um dos principais organismos internacionais do mundo? A cada dois anos, a UNESCO honra a memória das pessoas que trabalharam nos campos da paz, da educação e da ciência. O fato de a Unesco ter incluído Santa Teresinha na lista de aniversários para 2022-2023 significa que o mundo inteiro reconhece o legado e a influência desta jovem freira carmelita da Normandia que se tornou doutora da Igreja. “Os 193 Estados do mundo consideraram unanimemente que a promoção do aniversário de Teresa de Lisieux era um bem para a humanidade”, disse Nicole Ameline, delegada da França na ONU, à RCF em dezembro passado.

O santuário de Lisieux propôs o nome de Santa Teresa de Lisieux em novembro de 2020, tendo em vista o 150º aniversário de seu nascimento. Em 11 de novembro de 2021, a Conferência Geral dos países membros da Unesco validou sua inscrição. “Uma jovem francesa conhecida no mundo inteiro, uma mulher de cultura, educação e ciência, Teresa de Lisieux, através de sua personalidade e seu trabalho, sondou as profundezas do coração humano e abriu possíveis respostas aos homens e mulheres deste mundo em busca de sentido, em busca da paz pessoal e universal”, explicou Padre Olivier Ruffray, reitor do santuário de Lisieux.

Mulher de paz

Ela que desejava “viajar pela terra” e “proclamar o Evangelho nas cinco partes do mundo e até mesmo nas ilhas mais remotas” pode se regozijar de que sua mensagem universal de vida, paz e amor tenha irradiado através dos oceanos e seja agora reconhecida como um bem considerado desejável pela UNESCO. Teresa sempre promoveu a paz. Paz da alma e paz entre os povos. Ela trabalhou para isso durante sua vida, mas também após sua morte. Parece difícil de acreditar, mas as andanças das relíquias de Teresa deram origem a milagres de paz. “Em vários lugares, vimos graças ocorrerem no próprio lugar por onde passaram as relíquias de Santa Teresinha”, disse o Padre Olivier Ruffray à Aleteia.

Mulher de amor

A grande luta que Teresa levou ao longo de sua vida, desde sua conversão na noite de Natal em 1886 até o final de sua vida, foi a luta pelo amor. Uma força motriz por trás de todas as suas ações diárias, e uma que tocou os países membros da Unesco. “Sem amor, todas as obras não são nada, mesmo as mais brilhantes”, escreveu ela em seus manuscritos autobiográficos. Uma luta que a tornou uma “guerreira de armadura”, como aponta brilhantemente Jean de Saint-Cheron em seu ensaio Eloge d’une guerrière (Grasset). Uma guerra travada em nome do amor, nas menores coisas da vida, mas travada de uma forma radical. “O mais impressionante é que esta luta se estende ao amor em ação daqueles que ela não ama, no sentido sentimental do termo”, porque “Teresa entendeu que o amor não era apenas uma história de sentimentos, mas sobretudo uma história de vontade e atos de vontade”, conta Jean de Saint-Cheron a Aleteia.

Mulher de cultura

Outro elemento que favoreceu sua inclusão na lista de aniversários da Unesco foi sua produção de escritos – cartas, manuscritos autobiográficos, poesias, peças de teatro, etc. A História de uma Alma, traduzida em mais de 80 idiomas, é uma das obras literárias mais vendidas no mundo (500 milhões de cópias). “Ela é uma verdadeira artista”, explica Padre Olivier Ruffray.

Um escopo universal

Teresa tem um impacto universal porque ela é capaz de “alcançar cada homem e cada mulher naquele que é o grande desejo que anima toda a humanidade: o desejo de felicidade, o desejo de amor”, enfatiza Jean de Saint-Cheron. “Santa Teresinha não é apenas uma figura para os crentes, mas para toda a humanidade, sem distinção de convicções religiosas”, acrescenta o Padre Laurent Berthout, encarregado das relações com a mídia para a diocese de Bayeux e Lisieux. Afeta, portanto, crentes e não-crentes, mas também todos os povos do mundo. A prova está nos incontáveis santuários dedicados a ela no mundo inteiro: Brasil, Cazaquistão, …

Uma espiritualidade extraordinária

A Unesco não ignorou a dimensão espiritual de cada ser humano ao escolher prestar tributo a Teresa de Lisieux. Sua absoluta confiança na oração, seu amor por Jesus, sua intensa vida interior fazem dela uma mulher de notável espiritualidade. O crisol no qual surgiu sua imensa intuição espiritual, que se chama “o caminho pequeno”, esse “caminho de confiança e amor”, é o fundamento de sua vida. Este “caminho de confiança e entrega total de si mesmo à graça do Senhor”, como diria João Paulo II. Ela então abriu o caminho para milhões de pessoas ao redor do mundo usarem seu “elevador espiritual” para se aproximarem de Deus. Como eles fazem isso? Fazendo-se pequeno, como uma criança que se abandona nos braços de sua mãe, humilde e confiante, para ir para os braços de Jesus.

Um ano rico em eventos

Esta homenagem prestada pela Unesco implica numerosos eventos que acontecerão especialmente em toda a França ao longo de 2023: uma conferência na Unesco, provavelmente em abril de 2023, um filme sobre a vida de Santa Teresa produzido pelo Santuário, o centenário de sua beatificação… Tantas oportunidades para conhecer melhor a imensa “Pequena Teresa”, para nos colocarmos em sua escola de amor, e para nos voltarmos para ela para confiar as provações de nossas vidas.

Tags:
Espiritualidadesanta teresinhaSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia