Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 28 Fevereiro |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

O que os filhos realmente devem aos pais?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
o que os filhos devem aos pais

Ground Picture | Shutterstock

Theresa Civantos Barber - publicado em 06/01/23

Os filhos adultos devem alguma coisa aos pais? Eis o que o Catecismo diz sobre isso.

Recentemente, encontrei um comentário no Facebook dizendo que “os filhos não devem nada aos pais”. A comentarista dizia isso para corroborar a sua decisão de cortar o contato com seus próprios pais.

Não conheço a história dessa mulher, mas presumo que ela teve alguma razão dolorosa para tomar essa decisão.

Ainda assim, não pude deixar de me perguntar se a afirmação dela era verdadeira. Os filhos realmente não devem nada aos pais?

Decidi recorrer ao Catecismo, sempre uma fonte rica de sabedoria e discernimento. Eis o que aprendi:

1 RESPEITO

“A paternidade divina é a fonte da paternidade humana; nela se fundamenta a honra devida aos pais. O respeito dos filhos, menores ou adultos, pelo seu pai e pela sua mãe nutre-se do afeto natural nascido dos laços que os unem. Exige-o o preceito divino” (2214).

2 GRATIDÃO

“O respeito pelos pais (piedade filial) é feito de reconhecimento àqueles que, pelo dom da vida, pelo seu amor e seu trabalho, puseram os filhos no mundo e lhes permitiram crescer em estatura, sabedoria e graça” (2215).

“Os cristãos, têm o dever de ser especialmente gratos àqueles de quem receberam o dom da fé, a graça do Baptismo e a vida na Igreja” (2220).

3 OBEDIÊNCIA

“O respeito filial revela-se na docilidade e na obediência autênticas… Enquanto viver na casa dos pais, o filho deve obedecer a tudo o que eles lhe mandarem para seu bem ou o da família… A obediência aos pais cessa com a emancipação: mas não o respeito que sempre lhes é devido” (2216-7).

Crucial: o Catecismo esclarece que a obediência é exigida apenas para ações moralmente corretas:

“Mas se o filho se persuadir, em consciência, de que é moralmente mau obedecer a determinada ordem, não o faça” (2217).

Se a Igreja pede aos filhos adultos que demonstrem respeito e gratidão aos pais, não é correto, para um católico, afirmar que os filhos não devem nada aos pais. Às vezes, respeito e gratidão podem ser deveres difíceis, especialmente quando valores diferentes levam a conflitos constantes entre as gerações. Será de ajuda para ambos os lados darem ao outro o benefício da dúvida e orarem uns pelos outros.

Com oração, prudência e muita graça, podemos esperar e cultivar relações pacíficas e felizes entre as gerações.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
CatecismoFilhospais
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia