Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 07 Fevereiro |
Bem-aventurado Guilherme Saultemouche
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Direto do Vaticano: Papa encoraja polícia da Praça de São Pedro a agir com cortesia

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Pope Francis during his weekly general audience in Paul VI Hall

Antoine Mekary | ALETEIA

I.Media para Aleteia - publicado em 13/01/23

Seu Boletim Direto do Vaticano de 13 de janeiro de 2023

  1. Papa incentiva a polícia italiana em serviço na Praça de São Pedro a agir com cortesia
  2. Mons. Bordeyne renuncia ao cargo de administrador dos Estabelecimentos Pios da França em Roma e Loreto

1Papa incentiva a polícia italiana em serviço na Praça de São Pedro a agir com cortesia

Por Anna Kurian – O Papa convidou a polícia italiana à “cortesia”, ao receber, como faz todos os anos em janeiro (12), uma delegação da Inspetoria de Segurança Pública que colabora com o Vaticano. Diante deles, enfatizou a necessidade de “pessoas que trabalham pela paz não com palavras bonitas, mas com ações”.

O Bispo de Roma expressou sua “sincera gratidão” e “admiração” por este corpo de polícia estatal, que está estacionado dia e noite ao redor da Praça de São Pedro. O Papa também lhes agradeceu pelo serviço “altruísta e sacrificial”, referindo-se aos dias quentes e frios.

O Papa também lhes agradeceu por sua “disponibilidade” e seu “serviço atencioso” durante suas viagens a Roma e suas visitas pastorais na Itália. “Tenho vergonha de incomodá-los tanto, gostaria de ir sozinho”, disse ele, elogiando as “boas relações entre a Itália e a Santa Sé”.

Em meio às “renúncias” e “riscos” de sua missão, o pontífice de 86 anos encorajou esses funcionários a serem “sempre animados pelo desejo de ajudar o próximo e a comunidade”, de “receber pessoas, ouvir pessoas, ajudar pessoas com bondade” e com “cortesia”.

“Seu serviço pode ser um sinal da proximidade de Deus com os irmãos”, assegurou ainda, sugerindo que os policiais “redescubram a beleza e a força sempre nova do Evangelho”, levando consigo um pequeno Evangelho de bolso e lendo passagens “todos os dias”. “Isto semeia lentamente coisas boas na alma”.

Quando recebeu estes mesmos policiais em 2020, o pontífice recordou a história deste órgão policial, cuja criação é a continuação lógica dos acordos lateranenses (1929). Estes previam um “regime especial” para a vigilância da Praça de São Pedro e tinham justificado a criação deste órgão em 1945.

2Mons. Bordeyne renuncia ao cargo de administrador dos Estabelecimentos Pios da França em Roma e Loreto

Por Hugues Lefèvre – A embaixadora francesa junto à Santa Sé, Florence Mangin, recebeu a renúncia do Mons. Philippe Bordeyne de seu cargo de administrador dos Estabelecimentos Pios da França em Roma e Loreto, de acordo com um comunicado de imprensa da embaixada da França publicado em seu website em 10 de janeiro. Esta renúncia, que vem menos de dois anos após a chegada do sacerdote francês, é motivada “pela dificuldade comprovada de combinar este cargo com as obrigações decorrentes de sua função como presidente do Pontifício Instituto Teológico João Paulo II para as ciências do matrimônio e da família”.

O antigo reitor do Instituto Católico de Paris chegou a Roma em 2021 para dirigir o Pontifício Instituto João Paulo II. A embaixada da França junto à Santa Sé o havia nomeado como administrador dos Estabelecimentos Pios, após a partida do Padre Michel Kubler.

Além da administração das cinco igrejas francesas na capital italiana, “les Pieux” – apelido dado pelos franceses em Roma à fundação de direito privado italiana – administra um portfólio de 140 apartamentos na capital italiana.

“A Embaixada da França junto à Santa Sé pôde apreciar o grande profissionalismo e o excepcional empenho demonstrado por Bordeyne”, disse a declaração, observando “as importantes reformas empreendidas durante sua missão”.

Antes da chegada de Bordeyne em Roma, os “lei Pieux” haviam sido objeto de controvérsia a respeito da gestão de um funcionário contratado pela estrutura em 2004 que exigia o pagamento de contribuições não pagas à previdência social.

“Foram realizadas reformas para garantir que este tipo de caso não possa acontecer novamente”, confidenciou Bordeyne. Sob seu mandato, e com Pierre-Louis Bertina – ex-CEO da Alstom na Itália e tesoureiro do organismo eclesial desde julho de 2021 – foi contratado um diretor administrativo, bem como um diretor de patrimônio e um diretor de comunicação. “Acho que posso dizer que os Estabelecimentos Pios se tornaram mais profissionais, com um plano estratégico capaz de responder às missões desta instituição tão antiga”, explica o padre de 63 anos.

Os cerca de 5 milhões de euros gerados pela exploração do imóvel devem permitir a manutenção das comunidades religiosas que servem as cinco igrejas francesas em Roma, garantir o acolhimento dos peregrinos francófonos em Roma, contribuir para a influência da França e do mundo francófono e financiar obras de caridade. Assim, foram estabelecidas recentemente parcerias com a Caritas Roma e San’Egidio, e 40.000 Euros foram doados aos “pobres do Papa” através do dicastério para a Caridade dirigido pelo Cardeal Konrad Krajewski.

A renda também é investida na renovação das igrejas francesas em Roma (cerca de 1,2 milhão no ano passado) e dos edifícios (cerca de 1 milhão de euros).

“Estou deixando uma instituição muito boa da qual a França e a Igreja podem se orgulhar”, confidenciou Mons. Bordeyne, que confirmou que ele tinha que fazer a escolha de dedicar-se totalmente ao Instituto João Paulo II, “uma estrutura pequena, mas global”, disse ele, indicando que ele teria que viajar para a Índia no final do mês.

A renúncia de Bordeyne entrará em vigor em 1º de março. A Embaixada da França junto à Santa Sé ainda não anunciou o nome do futuro administrador.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
Direto do VaticanoromaVaticano
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia