Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 27 Janeiro |
São João Maria, chamado Muzei ou Ancião
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Descubra a arte finlandesa do sisu e como ela pode levar você a uma vida mais feliz e aberta a Deus

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
mulher em ambiente tranquilo simbolizando o sisu finlandês

everst / Shutterstock

Zoe Romanowsky - publicado em 18/01/23

O conceito de sisu é uma combinação de virtudes e qualidades que podem nos ajudar a enfrentar desafios e a nos tornarmos mais do que achamos que podemos ser

A Finlândia, como outros países nórdicos, ocupa o primeiro lugar nas pesquisas internacionais sobre a percepção de felicidade dos cidadãos. Um grande motivo, segundo a autora Joanna Nylund, pode ser a prática do que eles denominam “sisu”.

O conceito de sisu (pronuncia-se sissu) remonta a centenas de anos, mas se popularizou na década de 1920. É difícil de definir, mas consiste basicamente numa combinação de coragem, resiliência, resistência e determinação – o que provavelmente é necessário diante dos invernos longos e rigorosos e durante os dias escuros que caracterizam aquela região da Europa.

Sisu é algo que você possui, mas também é algo que você cultiva e fortalece. É também algo que nos conecta com os outros. Não importa onde vivamos, nem a nossa idade ou as nossas circunstâncias: o sisu é uma qualidade da qual todos precisamos para enfrentar os desafios da vida e nos tornarmos grandes seres humanos.

É provável que você já tenha acionado o seu próprio sisu, em situações como, por exemplo, não desistir de algo ou de alguém, superar um desafio desconfortável ou fazer algo que não tinha vontade nenhuma de fazer. Como qualquer virtude ou qualidade, é só praticando o sisu que você o fortalece.

Portanto, se você quer cultivar essa desejável característica finlandesa, aqui vão algumas ideias inspiradas no livro de Joanna Nylund, “Sisu, a arte finlandesa da coragem“.

Trabalhe para ser fisicamente e mentalmente mais forte

Quando fortalecemos nosso corpo, nos sentimos mais fortes em geral. Portanto, levante alguns pesos, trabalhe a sua flexibilidade e resistência por meio de exercícios, desafie-se a experimentar novos desafios físicos.

A nossa “musculatura mental” também pode ficar flácida, mas uma boa maneira de fortalecê-la é justamente encarar coisas difíceis. Por isso, atreva-se a enfrentar o desconforto em situações diárias, inclusive o desconforto físico. Tome algum banho frio, faça uma caminhada mais exigente num dia de tempo feio (com prudência, é claro), se abstenha de alguma comida ou bebida regularmente, comprometa-se a dedicar todos os dias um tempo fixo para ler ou aprender algo novo. Exija-se!

Torne-se espiritualmente mais forte

Sisu quer dizer, em boa medida, uma espécie de coragem, que é uma virtude. Coragem não é falta de medo, mas a decisão de encarar o medo e fazer o que é preciso fazer. A oração nos ajuda a conseguir: “Tudo posso n’Aquele que me fortalece”, lembra-nos São Paulo em Filipenses 4,11–13.

Pratique a vulnerabilidade

O sisu não procura evitar as emoções. Trata-se, antes, de sentir-nos confortáveis com as idas e vindas das emoções – as nossas e as dos outros. Isso exige reconhecer a nossa vulnerabilidade, a nossa fragilidade, e esse reconhecimento maduro nos torna mais fortes, mais honestos diante de nós mesmos e mais capazes de suportar o que a vida nos traz.

Pratique o silêncio

Os finlandeses são conhecidos por apreciar o silêncio. De fato, o silêncio é importante na prática do sisu. Portanto, tente desacelerar um pouco e reduzir o volume dos ruídos do dia-a-dia. Você não precisa preencher todos os momentos de silêncio com música, TV, internet, barulho. Desligue o telefone mais vezes, relaxe, sinta o silêncio, observe com mais frequência o que está ao seu redor.

Passe mais tempo na natureza

Conectar-se à natureza é uma ótima forma de cultivar o sisu. Os finlandeses veem a natureza como uma extensão de casa. Procure passar um pouco de tempo ao ar livre todos os dias – se possível, numa caminhada, ou num passeio de bicicleta. Além disso, o oporto também é verdadeiro: a casa é uma extensão da natureza. Por isso, traga um pouco da natureza para dentro, como flores, plantas, pinhas, pedras, conchas…

Tenha conversas mais diretas

Uma das maneiras de aplicar o sisu à comunicação é ser um bom ouvinte, ser franco, evitar dramas e fofocas, dizer o que você quer dizer sem rodeios, mas com educação. “Que o seu sim seja sim e seu não seja não” (Mateus 5,37).

Pratique a flexibilidade

Viver o sisu é ir além do que você vê como limitações. Quanto mais flexível você for diante dos desafios, mais resiliente você se torna.

Tenha firmeza de princípios e valores

O sisu pode ajudar você a defender melhor o que é certo e a permanecer firme nas suas convicções profundas. Às vezes precisamos ficar mais sozinhos ou introspectivos durante um certo período para ponderar as coisas, e o sisu nos ajuda a conseguir isso.

O multifacetado conceito de sisu pode ser uma marca distintiva dos finlandeses, mas, em última análise, é uma habilidade universal que todos temos e podemos aprimorar, a fim de levar uma vida mais feliz – e, no nosso caso, como católicos, mais aberta a Deus e, portanto, mais santa.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
CulturaVidaVirtudes
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia