Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 27 Janeiro |
São João Maria, chamado Muzei ou Ancião
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Direto do Vaticano: Papa encontrará crianças cujos pais foram degolados

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Pope-Francis-General-Audience-PAUL-VI-HALL-January-18-2023

Antoine Mekary | ALETEIA

I.Media para Aleteia - publicado em 20/01/23

Seu Boletim Direto do Vaticano de 20 de janeiro de 2023

  1. “O Papa encontrará crianças cujos pais foram degolados”, diz o Bispo Sikuli na RDC
  2. Uma jovem leiga, uma freira mística e quatro padres reconhecidos como veneráveis
  3. Guarda Suíça: Papa Francisco recebe a Fundação para a renovação do quartel

1“O Papa encontrará crianças cujos pais foram degolados”, diz o Bispo Sikuli na RDC

Por Hugues Lefèvre – Durante sua viagem à República Democrática do Congo (31 de janeiro-3 de fevereiro), o Papa Francisco deverá encontrar-se em Kinshasa com as vítimas da violência no leste do país. O bispo Melchisédech Sikuli, da diocese de Butembo-Beni, conta a trágica situação em sua região, onde os ataques de grupos rebeldes se tornaram comuns.

Em agosto, o Bispo Melchisédech Sikuli celebrará 25 anos de ordenação episcopal para a diocese de Butembo-Beni, um território no leste da República Democrática do Congo, perto da fronteira com Uganda. Durante este quarto de século, o bispo de 70 anos de idade conviveu com as atrocidades cometidas pelos muitos grupos armados na região do Kivu Norte. Em 2003, foi ele quem alertou a imprensa sobre os ataques às localidades usando helicópteros lança-chamas. Os anos se passaram e a segurança nesta região rica em minérios não melhorou.

Em 15 de janeiro, por exemplo, um ataque a uma igreja Pentecostal em Kasindi, no território da diocese, deixou pelo menos 10 pessoas mortas e cerca de 40 feridas. “Poderia muito bem ter acontecido em uma igreja católica”, diz o bispo. “Na verdade, há um ano, uma granada explodiu em uma de nossas igrejas. Felizmente, algumas mães que tinham vindo antes da missa haviam notado algo estranho. A granada explodiu antes da chegada da congregação”, continuou ele.

O ataque à igreja Pentecostal tem sido atribuído aos terroristas da ADF/MTM. Acredita-se que o grupo tenha buscado vingança pelas perdas infligidas pelo exército no território Beni, que faz fronteira com Uganda. Para o bispo de Butembo-Beni, a região não conhece a paz desde o fim do reinado do ditador Mobutu, em 1997.

“A partir de 2010, vimos o desenvolvimento desses rebeldes ADF/MTM, com seu islamismo fundamentalista. Há ataques, sequestros… Os jovens são levados para as florestas e não voltam. Os poucos sobreviventes nos dizem que lhes é ensinada uma nova forma de rezar, seus nomes são mudados e lhes é ensinada esta ideologia: “quem não está como eles está contra eles”, adverte o Bispo Sikuli. Em todos os lugares onde invadem, os rebeldes aplicam seus métodos sinistros: “Aldeias, escolas, instalações médicas… Matam com facas, saqueiam propriedades, levam crianças, jovens, mulheres e homens adultos para transportar os bens saqueados… Depois queimam casas e outras propriedades antes de se retirarem”, descreve o bispo.

Entre os sequestrados, o bispo Sikuli se lembra, é claro, dos três padres da paróquia de Nossa Senhora dos Pobres, em Mbau, no território de Beni (Kivu do Norte). “Já faz mais de 10 anos… Não temos muita esperança de voltar a vê-los”, diz ele.

O bispo Sikuli poderia relatar mais dezenas de dramas como este. Em outubro passado, uma incursão armada em Maboya deixou várias pessoas mortas, inclusive uma freira. “Eles vieram das florestas porque precisavam de remédios. Não sabemos quantos estão em suas florestas. Às vezes eles vêm à procura de meninas… Mas aqui, eles queriam remédios e foram invadir a farmácia. Eles se viram diante de uma freira que tinha acabado de ajudar uma mulher a dar à luz. Eles tomaram os remédios e pediram à freira para acompanhá-los até a floresta. Ela recusou. Eles a atingiram no peito e depois atearam fogo na farmácia. Seu corpo foi encontrado queimado”, lembrou o bispo.

O Papa tem razão em denunciar a exploração da África pelas potências ocidentais

É difícil para ele determinar exatamente quem está por trás daqueles a quem todos chamam de “os degoladores”. “É uma mistura: há ugandenses, que usam a RDC como base para sua rebelião, ruandeses, que chegaram com o genocídio, tanzanianos e árabes”, diz ele.

Quando perguntado por que a comunidade internacional não está fazendo nada para deter a violência e levar os grupos rebeldes ao calcanhar, o prelado não tem ilusões. “A região é rica em minérios, especialmente coltan, ferro e petróleo. Sabemos que as potências ocidentais, através de seus agentes, vêm aqui para obter suprimentos. Eles não têm interesse em ver a situação mudar”, acusa, relatando que existe um tráfico de matérias-primas, e de ouro em particular, na fronteira com Ruanda.

“O Papa tem razão em denunciar a exploração da África pelas potências ocidentais”, insiste ele. Durante sua viagem à RDC, é provável que o pontífice argentino condene novamente este comércio. Em entrevista à revista Mundo Negro publicada em 13 de janeiro, o chefe da Igreja Católica lamentou novamente esta “ideia de que a África existe para ser explorada”, uma ideia “injusta” que, no entanto, está presente no “inconsciente coletivo de muitas pessoas”.

Papa ao encontro de crianças órfãs por massacres

No primeiro programa da viagem à RDC, originalmente prevista para julho de 2022, o Papa Francisco deveria ir a Goma, encontrar-se com as vítimas da violência e celebrar uma missa em um acampamento para desalojados. Por razões de segurança e saúde, esta viagem foi cancelada. No novo programa, esta etapa no leste do país foi removida.

“Foi uma grande decepção, é claro”, diz o bispo Sikuli, mas ele não tem vergonha de dizer. “Ainda será um conforto vê-lo em Kinshasa”. Esperamos o Papa há 37 anos, desde a última visita de João Paulo II. Estou certo de que ele não deixará de mencionar o desafio da segurança e da reconciliação em nossa região”, disse ele.

O Papa, que estava determinado a ir a Goma, finalmente insistiu em incluir no segundo programa um encontro com as vítimas da violência no Kivu Norte. De acordo com nossas informações, deveria haver cerca de cinquenta ao todo para encontrar o Papa na nunciatura em Kinshasa, mulheres que foram estupradas, homens que foram mutilados, ex-crianças-soldados ou aqueles que trabalham nas minas.

“Nossa diocese está levando cerca de dez crianças cujas gargantas dos pais foram cortadas na frente delas. Esta é uma pequena amostra dos 800 alunos órfãos da escola que a diocese, junto com organizações de caridade, apoia”, explica o bispo.

Aos 70 anos de idade e depois de quase um quarto de século à frente de uma diocese maltratada, ele espera que este encontro com o sucessor de Pedro seja um momento de compaixão e esperança.

2Uma jovem leiga, uma freira mística e quatro padres reconhecidos como veneráveis

Por Camille Dalmas – Após uma audiência concedida em 19 de janeiro ao Prefeito do Dicastério para as Causas dos Santos, o Cardeal Marcello Semeraro, o Papa Francisco autorizou a promulgação de decretos que reconhecem as virtudes heróicas de quatro sacerdotes, uma freira e uma leiga. Estes quatro italianos e dois espanhóis são agora considerados “veneráveis” – o primeiro passo no processo de reconhecimento da santidade – pela Igreja Católica.

O primeiro decreto aprovado pelo Papa diz respeito às virtudes heróicas de Bertilla Antoniazzi (1944-1964). Esta jovem de Vicenza, na região do Veneto, sofreu de uma doença grave aos nove anos de idade, que a impediu de frequentar a escola. Ela enfrentou corajosamente sua doença, apoiando outros pacientes à medida que sua dor aumentava. Em Lourdes, onde ela foi trazida em 1963, ela pediu à Virgem não a cura, mas a santidade. Ela morreu de sua doença no ano seguinte, aos 20 anos de idade.

A Igreja Católica reconheceu as virtudes heróicas da Irmã Maria Margherita Diomira del Verbo Incarnato (1651-1677). Esta freira toscana do século XVII, nascida Margherita Allegri, decidiu aos 20 anos de idade tornar-se freira em Florença, contra os conselhos de seus pais. No mosteiro dos Estabilitas, na caridade de Jesus Bom Pastor, ela se dedicou a acolher peregrinos e meninas pobres. Sua fama vem principalmente de seus numerosos episódios místicos e proféticos e dos estigmas que ela recebeu. Ela morreu de uma doença aos 27 anos de idade.

O pontífice concordou com a publicação de decretos que reconhecem as virtudes heróicas de quatro sacerdotes, em primeiro lugar os do espanhol Miguel Costa y Llobera (1854-1922). Nascido na ilha de Maiorca em uma família aristocrática, tornou-se seminarista apesar da oposição familiar e foi para Roma, onde foi ordenado em 1885. De volta a Maiorca, ele se tornou um especialista em arqueologia sagrada, e se destacou como confessor e poeta. São Pio X o nomeou Cónego Papal de Palma de Maiorca em 1909. Ele finalmente morreu enquanto pregava em 1922.

Outro novo venerável: Padre Gaetano Francesco Mauro (1888-1969). Este padre calabriano, capturado pelos austríacos durante a Primeira Guerra Mundial, contraiu tuberculose nos campos. Ele se recuperou e retornou à Calábria, onde decidiu trabalhar contra a miséria material e espiritual que afeta o mundo rural. Ele fundou uma rede de oratórios e depois a Congregação de Catequistas Rurais, aprovada pela Santa Sé em 1930 e fundiu-se com outra congregação para se tornar a Congregação de Catequistas Rurais e Piedosos Trabalhadores. Ele se dedicou a este trabalho até sua morte.

A Igreja Católica reconhece as virtudes heróicas do Padre Giovanni Barra (1914-1975). Este padre piemontês considerou tornar-se missionário da Consolata por um tempo, mas teve que desistir devido a problemas de saúde. Professor em um seminário, ele se envolveu na Ação Católica, colocando-se a serviço dos jovens. Sua frágil saúde o impediu de assumir as tarefas paroquiais, e ele dedicou sua vida a acompanhar os seminaristas em Turim.

O último novo venerável é o Padre Vicenzo López de Uralde Lazcano (1894-1990). Este sacerdote basco dedicou toda sua vida à educação das crianças em uma escola em Cádiz, Andaluzia. Muito dedicado em sua tarefa como confessor, ele não fugiu do perigo durante a Guerra Civil Espanhola e defendeu seus alunos.

3Guarda Suíça: Papa Francisco recebe a Fundação para a renovação do quartel

Por Camille Dalmas: O Papa Francisco recebeu em audiência uma centena de grandes doadores da Fundação para a renovação do Pontifício Quartel da Guarda Suíça em 19 de janeiro. Segundo o presidente da fundação, Jean-Pierre Roth, o pontífice lhes agradeceu pelo apoio ao projeto, que permitirá que mais guardas suíços sejam alojados no Vaticano e vivam em melhores condições.

Ao final da audiência, o ex-presidente do Banco Nacional Suíço confirmou que o projeto estava dentro do cronograma. Os trabalhos deverão começar em 1º de janeiro de 2026, conforme anunciado em maio passado. Do lado do financiamento, 48,3 milhões de francos suíços já foram captados dos 50 milhões previstos. Desse montante, 45 milhões de francos suíços serão utilizados para financiar o novo quartel, e os 5 milhões de francos suíços restantes, pagos pela Santa Sé, serão utilizados para alojar temporariamente os guardas suíços durante o período de construção.

As doações vieram de doadores privados e públicos: quase todos os cantões suíços colocaram suas mãos no bolso para financiar o projeto. Enquanto as despesas ainda estão sendo debatidas no cantão do Valais, apenas o cantão de Lucerna se recusou oficialmente, até agora, a financiar as reformas.

O projeto foi concluído e apresentado à UNESCO este ano

“O dossiê está sendo finalizado no Vaticano para chegar a um projeto definitivo”, enfatiza Jean-Pierre Roth. O projeto será então apresentado à UNESCO “este ano”, explica ele. A organização deve validar as reformas, pois a Cidade do Vaticano é, de fato, um Patrimônio Mundial em sua totalidade.

Três edifícios do Vaticano datados do século XIX estão no foco das reformas. Em 2018, o Papa Francisco solicitou um aumento no número de efetivos do menor exército do mundo, de 110 para 135 guardas suíços. Para acomodar todos eles, as novas estruturas devem criar quartos individuais – ao invés de dormitórios – bem como acomodações adequadas para alguns familiares.

As novas estruturas também se destinam a ser melhor isoladas e, portanto, mais ecológicas. Finalmente, o projeto leva em conta as questões de segurança que poderiam surgir durante as obras.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
ÁfricaDireto do VaticanoPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia