Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Papa Francisco pede uma intenção de oração especial em fevereiro

Reportagem local - publicado em 31/01/23

Veja o Vídeo do Papa, com a intenção de oração do Santo Padre para este mês que se inicia

    O segundo Vídeo do Papa desse ano acaba de ser lançado com a intenção de oração que o Santo Padre confia a toda a Igreja Católica através da Rede Mundial de Oração do Papa. Em fevereiro, o Papa Francisco nos convida a colocar uma placa em cada paróquia dizendo: “Entrada livre”. Com isto, ele quer nos lembrar a todos que não há requisitos especiais para entrar, pois “as paróquias não são um clube para poucos, algo que dá uma certa pertença social”. 

    A riqueza da Igreja

    O exterior de uma bela igreja paroquial, porém vazia. Então a própria paróquia, cheia de gente, torna-se ainda mais bonita. Assim começa o Vídeo do Papa deste mês, lembrando-nos que a riqueza da Igreja não está nos edifícios, mas nas pessoas que vêm a eles. As paróquias em que o Papa Francisco pensa são, de fato, “comunidades próximas, sem burocracia, centradas nas pessoas e onde se encontre o dom dos sacramentos”. As imagens, de paróquias de todo o mundo, mostram encontros de convivências, conversações, distribuição de material para os mais necessitados, visitas a idosos e doentes, shows, eventos internos e externos. É um vídeo cheio de vida, a vida que flui nas paróquias e que continua a torná-las – num mundo em que é cada vez mais fácil se retirar para dentro de si mesmo e que tende a preferir os pontos de encontro virtuais em vez dos presenciais – pontos de referência para muitos, onde a arte do encontro é aprendida.

    A Igreja entre as casas

    Já na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, publicada no início de seu pontificado, o Papa Francisco havia enfatizado a centralidade da paróquia: “embora não seja certamente a única instituição evangelizadora”, ele havia escrito, citando uma expressão de João Paulo II em Christifideles laici, a paróquia tem a particularidade de ser “a própria Igreja que vive entre as casas de seus filhos e filhas”. Por esta razão, deve estar “em contato com as casas e a vida do povo” e não se tornar uma estrutura separada do povo ou um grupo de pessoas selecionadas que olham a si mesmas. Mas este “apelo à revisão e renovação das paróquias”, acrescentou ele, “ainda não deu frutos suficientes para aproximá-las ainda mais do povo”.

    Repensando o estilo

    Neste Vídeo do Papa, o Papa insiste na idéia de que as paróquias devem continuar neste caminho de transformação, que devem ser um centro de acolhida e de escuta: “devem voltar a ser escolas de serviço e generosidade, com suas portas sempre abertas aos excluídos. E aos incluídos. A todos”. O sucesso pode ser alcançado, diz ele, sendo “ousados”: repensar “o estilo de nossas comunidades paroquiais” e “pondo no centro a comunhão, a comunhão das pessoas, a comunhão eclesial”. 

    As pessoas no centro

    O Pe. Frédéric Fornos S.J., Diretor Internacional da Rede Mundial de Oração do Papa, comentou sobre esta intenção de oração: Há alguns anos Francisco disse à diocese italiana de Isernia-Venafro: “Toda comunidade paroquial é chamada a ser um lugar privilegiado de escuta e proclamação do Evangelho; uma casa de oração reunida em torno da Eucaristia; uma autêntica escola de comunhão. Escuta, oração e comunhão”. Estas são notas sinodais essenciais para a vida das paróquias. Mas para isso elas têm que ser comunidades reais, com pessoas no centro, porque somos verdadeiramente comunidade quando conhecemos o outro, conhecemos seu nome, suas necessidades, sua voz. Quantas vezes acontece que a paróquia se tornou um grupo de pessoas mais ou menos desconhecidas que se encontram para a missa dominical, mas sem vida comunitária? O desafio é muito grande. Ser uma comunidade cristã é uma graça, nasce da fé compartilhada, da fraternidade vivida e do acolhimento aos mais necessitados; nasce de uma experiência espiritual comum, do encontro com Jesus Cristo ressuscitado. Como diz Francisco no Vídeo do Papa, “sejamos ousados” ao ouvir o Espírito Santo, “repensemos o estilo de nossas comunidades paroquiais”.

    O Vïdeo do Papa

    O Vídeo do Papa é possível graças à contribuição desinteressada de muitas pessoas. Neste link você pode fazer a sua doação.

    Onde se pode ver o vídeo?

    Sobre O Vídeo do Papa

    O Vídeo do Papa é uma iniciativa oficial de alcance global que tem como objetivo difundir as intenções de oração mensais do Santo Padre. É desenvolvido pela Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração). Desde 2016, O Vídeo do Papa teve mais de 185 milhões de visualizações em todas as redes sociais do Vaticano, foi traduzido para mais de 20 idiomas e tem cobertura da imprensa em 114 países. Este vídeo foi produzido e realizado pela equipe do O Vídeo do Papa da Rede Mundial de Oração, coordenado por Andrea Sarubbi, com o apoio da Agência La Machi. O projeto conta com o apoio do Vatican Media. Mais informações em: ovideodopapa.org

    Sobre a Rede Mundial de Oração do Papa

    A Rede Mundial de Oração do Papa é uma obra pontifícia cuja missão é mobilizar os católicos, pela oração e pela ação, face aos desafios da humanidade e da missão da Igreja. Estes desafios apresentam-se como intenções de oração confiadas pelo Papa a toda a Igreja. A sua missão insere-se na dinâmica do Coração de Jesus, uma missão de compaixão pelo mundo. Foi fundada em 1844 como Apostolado da Oração. Está presente em 98 países e dela fazem parte mais de 35 milhões de católicos. Inclui uma seção juvenil, o MEJ – Movimento Eucarístico Jovem. Em março de 2018, o Papa constituiu este serviço eclesial como obra pontifícia e aprovou os seus novos estatutos. O seu Diretor Internacional é o P. Frédéric Fornos, SJ. Mais informação em: popesprayer.va

    Tags:
    IgrejaigrejasOração
    Top 10
    Ver mais
    Boletim
    Receba Aleteia todo dia