Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 20 Fevereiro |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

“Ela morreu nos meus braços”: o sofrimento de uma jovem mãe com câncer uniu milhares em oração

Paula-Duran.jpg

Facebook Sergio Vega

Lucía Chamat - publicado em 22/02/23

A comovente história de uma família que passou pelo calvário da doença, mas nunca perdeu a fé

Sergio Vega e Paula Durán: dois jovens cônjuges colombianos que decidiram ir para os Estados Unidos em busca de novas oportunidades. Eles embarcaram na aventura com as filhas, de nove e quatro anos, junto com alguns familiares e amigos.

Após cruzarem a fronteira a pé, chegaram a Concord, norte da Califórnia, onde se estabeleceram. Algumas semanas depois, eles descobriram que seu terceiro filho estava a caminho e estavam cheios de alegria.

Segundo um artigo da revista Semana, Sergio Vega teve que deixar seu país “depois que começou a receber ameaças de grupos criminosos da região, que não concordavam com as contribuições que este homem, junto com outros sócios, estava fazendo à vida de jovens e crianças através de uma organização e através do esporte”. Sergio era uma espécie de figura pública porque era jogador da seleção colombiana de futsal.

COLOMBIAN
A família chega aos EUA com muitos planos.

Um tumor e uma cesariana de emergência

Com 34 semanas de gravidez, durante um check-up pré-natal, Paula foi diagnosticada com um tumor de quatro centímetros no cérebro, pré-eclâmpsia e pancreatite. Os médicos decidiram realizar uma cesariana de emergência. Apesar do alto risco, o bebê Juan José nasceu bem, em 28 de novembro de 2022, um “campeão da vida”, como o pai o chama.

View this post on Instagram

A post shared by Sergio Vega (@sergiovega228711)

“Minha esposa lutava contra um câncer e meu filho lutava pela vida… Ele ficou três semanas na incubadora… Meu Deus me encheu de força”, disse Sergio em entrevista à BluRadio.

Ele também expressou sua gratidão pela grande solidariedade demonstrada pelos colombianos e pessoas de diferentes nacionalidades que se juntaram a uma grande campanha de oração e apoio. Entre eles estava Lorena Meritano, uma atriz, modelo e personalidade de televisão latino-americana que é particularmente famosa na Colômbia e na Argentina. Ela os acompanhou com mensagens de esperança: “Continuamos rezando pelo milagre do amor”.

O jogo mais importante da minha vida”

“Estou jogando o jogo mais importante de toda a minha vida. Tenho um time fantástico; o treinador é Deus e os jogadores são os médicos especialistas e todas as suas orações ”, escreveu Sergio na época em um post no Instagram.

Dois dias depois, Paula passou por uma cirurgia para retirar o tumor do cérebro.

Seu marido estava otimista sobre a recuperação. Porém, alguns dias depois, a situação se complicou e as notícias não eram animadoras: a doença também havia atingido o estômago. No início de janeiro, os médicos deram a notícia: ela teria um mês de vida.

O milagre do visto humanitário

A saúde da jovem de 27 anos começou a piorar – especialmente com o início da cegueira e uma dor de cabeça incontrolável. As pessoas nas redes sociais rezavam por milagres: a vida de Juan José, um visto humanitário para que os pais de Paula pudessem viajar para os Estados Unidos e a saúde de Paula.

A própria Paula enviou uma mensagem em vídeo ao presidente Joe Biden, apoiada pelo governo colombiano.

O bebê se recuperou e chegou o visto de turista humanitário para Éder Durán e Gloria Camargo, que iam deixar a Colômbia pela primeira vez.

COLOMBIAN
Sergio e Paula no dia do casamento.

Amor de mãe

O encontro com Paula, que havia saído do hospital algumas semanas antes, foi muito emocionante e difícil para os pais dela. Glória conta que a jovem ergueu os olhos e perguntou se a mãe havia chegado. “Estou aqui, não vou me mexer,” respondeu enquanto apertava as mãos da filha com força.

Em lágrimas, a mãe da outra jovem mãe comentou: “Ainda acredito que Deus é maravilhoso e perfeito, que Ele tornou possível eu estar aqui hoje. Ele nos ajudou e continuará nos ajudando”.

Enquanto isso, a história dessa família comovia milhares de pessoas, como o cantor colombiano Fonseca, que aceitou o convite para fazer uma serenata ao vivo no dia 21 de janeiro, quando o casal comemorou 40 meses de casamento.

Solidariedade e orações sustentaram a família e a própria Paula enquanto eles continuavam a clamar por um milagre.

“Eu sei que dei 101%”

Paula faleceu em 24 de janeiro de 2022. Apesar da tristeza pela morte de uma jovem esposa e mãe, uma coisa boa que veio à tona foi a união de tantas pessoas na Colômbia, nos Estados Unidos e em muitos outros países. O exemplo deste pedido de “milagre de amor” ficará gravado na memória de quem presenciou essa luta familiar.

Sergio Vega explicou que estava presente no momento da morte de sua esposa: “Ela morreu nos meus braços”. Apesar de sua tristeza, ele disse: “Sinto-me calmo porque sei que dei 101%”. 

De fato, ele demonstrou todo o amor de um marido que cumpre a promessa de amar na saúde e na doença até a morte.

Tags:
CâncerDoençaFamíliaOraçãoSofrimento
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia