Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 29 Fevereiro |
Aleteia logo
Cultura & Viagem
separateurCreated with Sketch.

“Livres”, o filme que entra na clausura

Filme Livres

J.Sisto

Gravação do filme "Libres"

Matilde Latorre - publicado em 23/03/23

Produção sobre a vida contemplativa oferece viagem impactante a 12 mosteiros e conventos de clausura, revelando a motivação de homens e mulheres que escolheram uma vida de paradoxal liberdade por trás dos muros

Uma pioneira produção cinematográfica pretende conduzir o espectador a uma viagem interior inédita pelos recintos de doze mosteiros de freiras e monges.

Trata-se de “Libres” (“Livres”), que será lançado nos cinemas da Espanha neste próximo 21 de abril, chegando na sequência também a países da América Latina.

O filme abre as portas de doze mosteiros e conventos para revelar as motivações que levam esses homens e mulheres, em pleno século XXI, a escolherem uma vida em paradoxal liberdade, por trás dos muros da vida conventual e voluntariamente privados de todo conforto – o que para muitos pareceria o próprio contrário da liberdade.

Depois de lançarem o trailer da obra, as produtoras Variopinto Producciones e Bosco Films compartilharam com Aleteia a emoção de terem conseguido uma extraordinária permissão: a de acessar esses lugares misteriosos e místicos, graças ao apoio da Fundação DeClausura. De fato, são raríssimas as ocasiões em que pessoas de fora da vida monástica conseguem entrar com câmeras em mosteiros de clausura. “Mais excepcional ainda é que as pessoas que vivem nesses mosteiros abram a alma diante de uma equipe de filmagem”.

Santos Blanco, o realizador do filme, teve a ideia em plena pandemia, quando foi lançada a campanha “Tua clausura, minha clausura”: a iniciativa da Fundação DeClausura pretendia ajudar os religiosos contemplativos, que, de repente, tinham se visto privados de uma parte decisiva dos seus rendimentos: as vendas diretas dos seus produtos alimentícios e artesanais nos seus mosteiros e conventos.

“Entrar no silêncio, na paz e no estilo de vida desses homens e mulheres foi uma experiência única. Estamos muito felizes por levar este filme às salas de cinema. Agradecemos pela confiança das congregações religiosas que abriram as portas dos seus mosteiros para que ‘Libres’ pudesse ser realizado”, explica o realizador.

O filme, segundo os produtores, “pretende ser uma viagem ao interior do homem e rumo à liberdade”, tornando-se assim um paradoxo existencial para o mundo hiperconectado.

O documentário tem o apoio de Methos Media, Associação Católica de Propagandistas (ACdP), Duc in Altum, Avvenire Films e Fundação DeClausura, entre outros investidores privados.

Tags:
CinemafreirasIgrejamongesVocação
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia