Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Março |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Por que Maria é como Abraão na Bíblia

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Abraão e Sara

Wikipedia | Domínio Público

Abraão e Sara

Philip Kosloski - publicado em 23/03/23

Maria e Abraão são convidados por Deus a confiarem com fé sobrenatural no Seu plano

Ao contemplar a resposta da Santíssima Virgem Maria ao arcanjo Gabriel na Anunciação, São João Paulo II observou uma notável semelhança com a resposta de Abraão no Antigo Testamento.

Ele comparou os dois casos numa homilia proferida na solenidade da Anunciação em 2000, explicando que, “De muitas maneiras, Maria é claramente diferente de Abraão; mas, de maneira mais profunda, ‘o amigo de Deus’ (cf. Is 41,8) e a jovem de Nazaré são muito parecidos”.

São João Paulo II enumerou então as muitas semelhanças entre Abraão e Maria, destacando em particular a sua resposta fiel ao convite de Deus:

“Abraão e Maria recebem uma maravilhosa promessa de Deus. Abraão ter-se-ia tornado pai de um filho, do qual iria nascer uma grande nação. Maria tornar-se-ia Mãe de um filho que seria o Messias, o Ungido do Senhor. Gabriel diz: ‘Eis que vais ficar grávida, terás um Filho… o Senhor dar-lhe-á o trono de Seu pai David… e Ele reinará para sempre’ (Lc 1, 31-33).

Tanto Abraão como Maria não esperavam de modo algum esta promessa. Deus muda o decurso quotidiano da vida deles, modificando os seus ritmos consolidados e as normais expectativas. Quer a Abraão quer a Maria a promessa parece ser impossível. A esposa de Abraão, Sara, era estéril e Maria ainda não é casada: ‘Como vai acontecer isso’, perguntou Maria, ‘se não vivo com nenhum homem?’ (Lc 1, 34)”.

Em ambas as situações, Abraão e Maria respondem generosamente a Deus, apesar de não saberem exatamente como Deus cumprirá sua promessa.

“Assim como a Abraão, também foi pedido a Maria que respondesse ‘sim’ a algo que jamais acontecera antes. Sara é a primeira mulher estéril da Bíblia que vai conceber através do poder de Deus, precisamente como Isabel será a última. Gabriel fala de Isabel para tranquilizar Maria: ‘Também a tua parenta Isabel, apesar da sua velhice, concebeu um filho’ (Lc 1, 36).

Como Abraão, também Maria deve caminhar às escuras, entregando-se àquele que a chamou. Contudo, também a sua pergunta ‘como vai acontecer isso?’ sugere que Maria está disposta a responder ‘sim’, apesar dos receios e incertezas. Maria não pergunta se a promessa se pode realizar, mas unicamente como acontecerá. Por conseguinte, não surpreende que conclua pronunciando o seu fiat: ‘Eis a escrava do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra’ (Lc 1, 38). Com estas palavras Maria demonstra-se verdadeira filha de Abraão e torna-se a Mãe de Cristo e a Mãe de todos os crentes”.

Embora Maria não seja frequentemente comparada com Abraão, está claro que ela é uma “verdadeira filha de Abraão”, seguindo os seus passos ao responder a Deus com fé total.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
BíbliaMaria
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia