Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 24 Fevereiro |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Gesto de carinho de um médico com os pacientes está encantando as redes sociais

Médico leva pacientes ao centro cirúrgico fantasiados de super-heróis

Instagram / @otorrino.leandro

Ricardo Sanches - publicado em 06/04/23

Ele encontrou uma forma de tornar o momento pré-cirúrgico mais humano e menos traumático para as crianças e os pais

A bela iniciativa ficou conhecida depois que o médico Leandro Brandão compartilhou um vídeo nas redes sociais. As imagens revelam o que ele faz para levar seus pequenos pacientes para o centro cirúrgico: veste todos eles com capas de fantasia de super-heróis.

A estratégia visa tornar menos traumático o momento que antecede a cirurgia.

View this post on Instagram

A post shared by Leandro Brandão Guimarães (@otorrino.leandro)

A ideia

O Dr. Leandro Brandão é otorrinolaringologista há 14 anos. Atualmente, trabalha na cidade de Divinópolis, Minas Gerais. Ele se especializou em cirurgia pediátrica, porém, desde o início da carreira, algo o incomodava: ter que tirar uma criança do colo dos pais para levá-la ao centro cirúrgico.

Em conversa com a Aleteia, ele contou que já testou várias maneiras de tornar esse momento mais leve, mas nem sempre teve sucesso. Até que teve uma ideia: oferecer fantasias de personagens aos pacientes que passariam por uma operação. “Eu busquei na internet e achei uma pessoa que fazia as fantasias a um preço acessível para que eu pudesse comprá-las e presentear as crianças, sem ter que pedi-las de volta depois. Então isso me ajudou muito e ajudou os pacientes a entrar na brincadeira”, explica o médico.

A ida para o centro cirúrgico

Ainda sem sedação, os pacientes mirins ganham capas de fantasia de personagens mundialmente conhecidos.

O médico lembra que ele propõe às crianças uma brincadeira de super-herói e, assim, elas vão “voando” para a sala de cirurgia. “Eu falo para elas que a gente vai entrar para soprar um balão, para brincar, a gente vai entrar fantasiado, correndo, voando, do que jeito que elas quiserem… E, assim, elas entram para o centro cirúrgico, sorrindo!”

E os pais? Como reagem? “Os pais ficam lá fora, maravilhados com a criança entrando, não sofrem tanto e não ficam pensando que estão deixando o bem mais precioso deles ir embora”, responde o médico.

Os resultados

Leandro Brandão afirma que a estratégia lúdica é tão eficaz quanto os medicamentos ansiolíticos, que ele prefere evitar prescrever. “Por que, antes da cirurgia, eu vou dar um medicamento contra ansiedade (que tem efeito colateral), se eu posso fazer uma coisa tão legal que eu aproveito tanto quanto as crianças?”, indaga o profissional.

De fato, a iniciativa do médico, além de aliviar um momento tão tenso para os pais e para as crianças, acaba sendo especial para ele também. “Poder fazer com que a experiência de uma consulta médica, um exame e mesmo de uma cirurgia seja o mínimo traumática possível para meus pequenos pacientes é o que me move. É o que me deixa com o coração quentinho. Ter a convicção de que estou fazendo o melhor para os meus pacientes me dá forças para continuar… Sigo tentando melhorar a cada dia e agradeço imensamente aos pais dos meus pacientinhos por confiarem no meu trabalho, que faço com tanto amor”, conclui o médico.

Tags:
AmorCaridadesolidariedadeValores
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia