Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 25 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Governo da Nicarágua se apossa de mosteiro trapista

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Mosteiro trapista na Nicarágua

Hermanas trapenses de Nicaragua

Mosteiro trapista na Nicarágua

Daniel R. Esparza - publicado em 17/04/23

Fundado há duas décadas por freiras trapistas da Argentina, o mosteiro será ocupado pelo Instituto Nicaraguense de Tecnologia Agropecuária (INTA)

O constante e contínuo silenciamento promovido pelo ditador Daniel Ortega contra as vozes dissidentes na Nicarágua tem como alvo direto a Igreja Católica há pelo menos cinco anos. Entre as medidas mais recentes do regime estiveram a proibição explícita das tradicionais procissões públicas da Semana Santa em todas as paróquias do país, incluindo a Via Sacra, e a expulsão repentina e forçada de um missionário claretiano panamenho.

Na última quarta-feira, 12 de abril, também foram expulsas do país duas freiras da ordem dominicana, procedentes da Costa Rica. Segundo a imprensa local, elas dirigiam, financiavam e administravam uma casa de repouso para idosos desde 1958, além de terem fundado a Escola Primária Santa Susana em 1963.

A expulsão das duas freiras dominicanas foi seguida nesta semana pela expropriação de um mosteiro trapista em San Pedro del Rávago, administrado havia 22 anos por monjas trapistas que tinham chegado da Argentina à Nicarágua em 2001.

Elas solicitaram a assim chamada “dissolução voluntária” da organização, mas a mídia local deixa claro que foram forçados a fazê-lo “em meio ao fechamento desenfreado de organizações não governamentais e à sequência de expropriações realizadas pelo regime de Daniel Ortega e sua mulher e vice-presidente Rosario Murillo”. De fato, de novembro de 2018 até o momento, a ditadura de Ortega expropriou bens e ativos de cerca de 3.321 ONGs.

O mosteiro trapista agora “pertence” ao Instituto Nicaraguense de Tecnologia Agropecuária (INTA), segundo informações fornecidas pelas próprias irmãs trapistas à imprensa da Nicarágua.

Na noite de 3 de abril, o regime de Ortega havia expulsado repentinamente o missionário claretiano pe. Donaciano Alarcón Valdés. Recorde o fato acessando o seguinte artigo:

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Tags:
ditaduraIdeologiaPerseguiçãoPolítica
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia