Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Abril |
Aleteia logo
Em foco
separateurCreated with Sketch.

Bebê Julieta: uma guerreira que nasceu de 22 semanas

Matka trzyma małą rączkę swojego urodzonego przedwcześnie dziecka w inkubatorze

Kristina Bessolova | Shutterstock

Zdjęcie ilustracyjne

Mar Dorrio - publicado em 20/04/23

Mais um caso de bebê prematuro que contraria as previsões da ciência

Eu li que a cada 16 segundos um bebê morre ao nascer. Portanto, quando um de nossos pequenos guerreiros consegue cruzar a linha de chegada, é uma alegria para toda a equipe da raça humana.

Curtis Means, dos Estados Unidos, é quem ocupa o primeiro lugar do ranking mundial dos prematuros. Ele nasceu de 21 semanas, pesando 420 gramas.

Foi uma gravidez gemelar. Os médicos consideraram que ele tinha 1% de chance de sobrevivência. Na verdade, sua irmã gêmea morreu em 24 horas, mas Curtis veio para ficar. Ele ficou internado na UTI infantil por 275 dias. Hoje, é um bebê saudável, embora os médicos não se atrevem a fazer qualquer prognóstico.

A bebê Julieta

Em Múrcia, Julieta veio marcar um golaço para a raça humana. Com 22 semanas e dois dias, quis entrar em cena, pegando todo mundo desprevenido.

Todos menos o serviço de neonatologia, banco de leite, atendimento obstétrico e neonatal especializado e um plano de cuidados voltado para o desenvolvimento e proteção neurológica.

Graças à atenção que recebeu de todos eles durante seis meses, Julieta agora está conosco, ultrapassando em muito aquele quase meio quilo com que chegou ao nascer.

Parabéns à Julieta, à Rosa, sua mãe, ao hospital de Arrixaca, e a todos nós, porque estes pequeninos estão mesmo a quebrar, já não diria o teto de vidro, mas o teto de mármore de Carrara.

Os prematuros

Pensando neles, nos nossos bravos prematuros, fiquei curiosa para saber que sensibilidade, que capacidades atingem os bebês com 22 semanas de gestação. No site Dodot, encontrei o seguinte:

“Está cada vez mais sensível a estímulos externos.Se você fez um ultrassom esta semana e houve ruído durante o exame, poderá ver a reação do seu bebê. Por exemplo, ele pode aproximar os braços e as pernas em resposta ao som. O cérebro do seu bebê está se desenvolvendo rapidamente e as terminações nervosas estão se formando. A essa altura, o bebê já desenvolveu o sentido do tato, o que significa que ele pode acariciar uma parte do corpo que encontra por acaso e chupar o dedo…”

Vinte e duas semanas e já se assusta com um barulho, já sente as carícias e já consegue se consolar chupando o dedo… Com 22 semanas (e em todas as semanas anteriores), ele já é um dos nossos!

Cultura da vida

Por isso, a pesquisa sobre o desenvolvimento de fetos nessas idades precoces deve ser incentivada. Devem ser destinados recursos para que todos os hospitais e ambulâncias tenham os equipamentos necessários ao seu atendimento, como cânulas compatíveis com suas pequenas dimensões.

E, já que estamos falando de um dos nossos, não deveríamos nos perguntar se deveríamos proteger um bebê de ser abortado? Aquelas que argumentam que, “no meu corpo, eu decido”, não deveriam ter objeções ao serem separadas do bebê… vivo. Elas podem pensar que é justo e legítimo decidir sobre seu corpo, mas e a vida após a morte? Os seus direitos não terminam quando começam os dos outros? 

Que defendamos nossos pequenos e nos preocupemos em garantir a eles o direito mais básico, o direito à vida, quer a mãe queira ou não. 

Tags:
BebêsVida
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia