Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 23 Fevereiro |
Aleteia logo
Em foco
separateurCreated with Sketch.

Rapper grava vídeo vestido de padre e distribuindo maconha em santuário mariano

MEXICO

Viral

#image_title

Jaime Septién - publicado em 27/04/23

Arquidiocese reconheceu que padre cometeu uma "imprudência" ao empresar o santuário para a gravação do clipe

O rapper mexicano Alemán gravou um vídeo para seu próximo single em frente ao altar do Santuário Guadalupano, na cidade de Hermosillo (México). Nas imagens, ele aparece vestido de padre e distribuindo cigarros de maconha para um grupo de jovens que se aproximam dele em fila, como se fossem comungar.

Os fiéis católicos de Hermosillo e de outras localidades do México consideraram que o vídeo postado nas redes sociais por Alemán é um ato que, por todos os seus elementos, ofende a Igreja.

O padre Luis Armando González Torres, do Santuário de Guadalupano, reconheceu ter autorizado o rapper a gravar o vídeo, embora tenha esclarecido que não permitiu que ele subisse ao altar. Segundo o pároco, o Santíssimo Sacramento estava reservado no momento da gravação e o rapper não usou as vestes litúrgicas da igreja.

MEXICO
Padre Luis Armando e o rapper Alemán.

Repercussão nas redes

Segundo o padre González Torres, o rapper disse que sua música traz uma mensagem positiva para seu público. “As portas [da Igreja] estão abertas, como diz o Papa Francisco, e não somos ninguém para julgar a vida dos outros”. Embora tenha admitido que a situação “não estava certa”, ele observou que assim que a música for lançada, “eles verão como ela é positiva”.

Diante do esclarecimento, alguns usuários das redes sociais comentaram sobre o assunto. Um deles escreveu: “Padre, com todo o respeito, não acho que isso e esse cantor vão aproximar as pessoas da Igreja, ninguém vai fazer o trabalho que temos que fazer. O Espírito Santo não está por aí”.

“Como católico, acho que isso é ofensivo… Cada um faz genuflexão ao passar em frente ao altar por respeito, tudo para que depois alguns usem o mesmo altar como plataforma para misturar as coisas… É uma ofensa e merece um uma explicação. Dói saber que o Modernismo já está atacando”, escreveu outro perfil nas redes sociais.

Mais tarde, o rapper usou as redes sociais para se desculpar. Disse ele: “Este vídeo é para pedir desculpas a todas aquelas pessoas que se sentiram ofendidas e magoadas com o vídeo que gravamos ontem, mas tudo foi feito com muito respeito e muito amor. Reitero um pedido de desculpas ao Padre Luis Armando que foi quem nos lançou o golpe para que este vídeo fosse montado… A música é super positiva, com uma mensagem muito bacana que sei que vocês vão gostar. É muito, muito diferente de tudo que já fiz antes e sei que vocês vão gostar, principalmente para toda a comunidade do Santuário Guadalupano, com muito respeito e amor”.

Quem é Alemán

Erick Raúl Alemán Ramírez, conhecido apenas como Alemán, é um rapper originário da Baja California. Uma de suas músicas mais conhecidas é ‘Chapo Guzmán’, na qual fala sobre a vida do narcotraficante mexicano e daqueles que defendem o narcotráfico como se fosse um trabalho honesto.

A controvérsia está servida. E, no México, isso significa algo muito perigoso. Em um comunicado, a Arquidiocese de Hermosillo reconheceu que, sem má vontade, ter emprestado o Santuário de Guadalupano para este vídeo foi “imprudência”. E assumiu o compromisso de “cuidar e zelar” para que estes atos não voltem a acontecer dentro da Igreja que peregrina nesta região do México, duramente atingida pelo narcotráfico.

Tags:
igrejasViolência
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia