Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Paquistão: pai cristão é morto após obter libertação da filha de 12 anos

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
FAISALABAD-PAKISTAN-shutterstock_2249320269.jpg

Shutterstock I Shahzaib Damn Cruze

Faisalabad, Paquistão

Aleteia França - publicado em 04/05/23

Basharat Masih, um pai cristão, foi morto no final de abril após lutar e conseguir a libertação da filha Hoorab, de 12 anos, sequestrada e convertida à força ao islã.

Masih batalhou incansavelmente até que a adolescente fosse libertada. O corpo sem vida do homem que vivia em Faisalabad foi encontrado no final do mês passado, relata a agência AsiaNews. Desde que Hoorab, de 12 anos, havia sido sequestrada em dezembro e convertida à força ao islã, o pai nunca desistiu de denunciar o fato. O empenhou rendeu frutos, já a menina foi transferida para um abrigo de mulheres vítimas de violência, em meados de fevereiro, e depois devolvida à família por decisão judicial.

Durante o processo, porém, Basharat Masih recebeu ameaças de morte que não cessaram sequer depois da libertação de Hoorab. Segundo Naveed Walter, presidente da ONG Human Rights Focus Pakistan (HRFP), o assassinato deste pai cristão “é um ato de vingança por ter levado à justiça os responsáveis ​​pelo sequestro da menina”. À AsiaNews, ele afirmou que “o caso de Hoorab mostrou, mais uma vez, que, mesmo depois de um julgamento, as ameaças contra os cristãos não cessam. Alvos fáceis, as minorias religiosas sofrem com sequestros, conversões forçadas e casamentos também forçados”.

No Paquistão, 97% dos 207 milhões de habitantes são muçulmanos e apenas 2% são cristãos. Além das conversões forçadas sofridas pelas mulheres, a minoria cristã tem sofrido o peso da discriminação de todo tipo, agressões físicos e abusos perpetrados em nome das assim chamadas “leis anti-blasfêmia”. Essas leis, cuja interpretação pode ser facilmente manipulada, vêm levando cada vez mais cristãos ao corredor da morte ou à prisão por motivos obscuros. O mais famoso dos casos da sua aplicação aberrante foi o de Asia Bibi.

Este cenário faz do Paquistão um dos países em que os cristãos são mais perseguidos no mundo.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos

Tags:
CristãosMuçulmanosPerseguiçãoViolência
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia