Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 17 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Por que rezar a Maria?

Este artigo é exclusivo para os membros de Aleteia Premium
Nossa Senhora de Lourdes

Maria.Ratta | Shutterstock

Peter Cameron - publicado em 08/05/23

O discípulo amado abraçou a devoção à Mãe de Deus

Por que rezar a Maria? A melhor resposta vem diretamente da Bíblia.

Morrendo na cruz, Jesus declarou a João, o discípulo amado – e também a nós: “Eis aí a tua Mãe!” (Jo 19,27). O Evangelho relata que, “desde aquela hora, o discípulo a acolheu em sua casa”. Isto não significa apenas que o discípulo trouxe Maria para morar em sua casa. Significa, sobretudo, que ele recebeu a Mãe de Deus como lhe é próprio como crente: ele abraçou a devoção à Mãe Santíssima.

Nossa Senhora tornou-se parte indispensável da relação do discípulo com Deus. Receber a Mãe de Deus é receber Maria, que é símbolo da Igreja, conjuntamente com todos os dons ofertados ao fiel por Jesus Cristo, para permitir-nos viver uma vida de santidade.

Contemplamos nossa Mãe quando rezamos a ela. E como isto é crucial para a nossa santificação! São Luís Maria Grignion de Montfort, o grande apóstolo da devoção mariana, registrava: “Não acredito que se possa alcançar uma união íntima com Nosso Senhor sem que se tenha estabelecido uma união muito profunda com a Santíssima Virgem e uma grande dependência da sua ajuda”. Isto faz sentido porque não há nenhuma outra criatura sobre a qual Deus tenha derramado tanta bênção e graça. A devoção mariana consiste simplesmente em nos deleitarmos com o deleite de Deus por sua Mãe. O bem-aventurado Juliano de Norwich bem o expressa: “Todos os que se deleitam em Deus deleitar-se-ão em Maria e no deleite d’Ele por ela e dela por Ele”.

É por isso que São Bernardo de Claraval nos exorta com ardor: “Veneremos Maria com todas as fibras do nosso ser, do mais profundo do nosso coração, porque esta é a vontade daquele que quis que tudo recebêssemos por meio de Maria”. Rezemos alegres, pois, com São Metódio, do século IV: “Vós, ó grande Mãe, sois o começo, sois o meio e sois a consumação da nossa felicidade”.

Este artigo é exclusivo para os membros Aleteia Premium

Já é membro(a)? Por favor,

Grátis! - Sem compromisso
Você pode cancelar a qualquer momento

1.

Acesso ilimitado ao conteúdo Premium de Aleteia

2.

Acesso exclusivo à nossa rede de centenas de mosteiros que irão rezar por suas intenções

3.

Acesso exclusivo ao boletim Direto do Vaticano

4.

Acesso exclusivo à nossa Resenha de Imprensa internacional

5.

Acesso exclusivo à nova área de comentários

6.

Anúncios limitados

Apoie o jornalismo que promove os valores católicos
Apoie o jornalismo que promove os valores católicos

Tags:
BíbliaDevoçãoMariaNossa SenhoraOração
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia