Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Março |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Como a mãe católica pode ensinar o filho a perdoar e cultivar a paz?

Ensinar os filhos a perdoar

fizkes | Shutterstock

Francisco Vêneto - publicado em 10/05/23

A tarefa não é fácil: afinal, a melhor forma de ensinar é mediante o exemplo

A capacidade de perdoar está no coração do cristianismo. Cristo, afinal, literalmente encarna o perdão de Deus ao encarnar-Se. Ele explicita, ao extremo, o quanto Deus deseja que nos reconciliemos com o Seu amor.

A importância do perdão vai além da perspectiva religiosa. Toda a melhor psicologia já desenvolvida pela humanidade destaca o perdão como essencial para os relacionamentos saudáveis. Portanto, ensinar a perdoar é uma das mais essenciais missões de todo pai e mãe católicos.

Exemplos da Bíblia

Parábola do filho pródigo
Parábola do filho pródigo

Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, a Bíblia reforça em inúmeras passagens que Deus perdoa os nossos desamores. Além disso, a Escritura nos recorda que nós mesmos precisamos perdoar para restaurar a paz em nosso coração. Exemplos sublimes podem ser apreciados na história de José do Egito e na magnífica parábola do filho pródigo, narrada magistralmente por Jesus.

Distinguir entre erro e pessoa que erra

É importante que as mães católicas ensinem aos filhos que perdoar não significa ignorar a ofensa ou ser leniente com o erro, mas sim libertar-se da dor e do ressentimento que o erro causa. Por isso, é fundamental distinguir entre o erro, que deve ser admitido e rejeitado, e a pessoa que erra, pois ela precisa de apoio para corrigir o erro e progredir.

Cultivar a paz

As mães também podem ensinar os filhos a cultivarem a paz em todos os seus relacionamentos, sejam familiares, de amizade, sociais, afetivos. Este cultivo requer paciência, empatia e compaixão. Ao ensinar essas virtudes às crianças, as mães literalmente transformam o mundo. No fim das contas, elas criam adultos “treinados” para evitar atritos, resolver conflitos e recorrer ao diálogo.

O desafio do exemplo

A tarefa não é fácil. Afinal, a melhor forma de ensinar é mediante o exemplo – e dar exemplo de perdão exige praticá-lo constantemente em primeira pessoa. Isto inclui o perdão e a paciência constante para com os próprios filhos e familiares. Acontece que, nos rompantes de estresse, isto pode ser particularmente desafiador – mas os frutos valem a pena.

O fruto da oração

Por fim, mas de crucial importância, a oração é uma ferramenta poderosa para cultivar a paz e a capacidade de perdoar. A oração em família, especialmente, pode ser uma oportunidade de ouro para pedir a Deus as forças necessárias para perdoar e amar os outros, todos os dias.

Tags:
EducaçãoFilhosPerdão
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia