Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Qual é a diferença entre pecado mortal e venial?

Confissão

Di PIGAMA|Shutterstock

Philip Kosloski - publicado em 16/05/23

Os pecados mortais e veniais são formas diferentes de categorizar as nossas ofensas contra Deus e o próximo

Os pecados não são um tema em que normalmente gostamos de insistir, porque o assunto em si mesmo já nos lembra das nossas falhas e faltas.

No entanto, a Igreja nos exorta a reconhecer a gravidade dos nossos pecados e a regressar ao Pai, confessando-os no sacramento da Reconciliação. Ao fazermos isto, reunimo-nos com Deus e o nosso relacionamento é restaurado.

Quando fala sobre o pecado, a Igreja Católica observa uma diferença entre os pecados mortais e os pecados veniais.

Pecados mortais

O Catecismo da Igreja Católica define o pecado mortal como uma grave violação da lei de Deus, acrescentando que, por tal pecado, o homem se afasta de Deus, que é seu fim último e sua bem-aventurança, preferindo um bem inferior (cf. Catecismo, nº 1855).

Um pecado é mortal, cortando o nosso relacionamento com Deus, quando existem nele três qualificações específicas estabelecidas pelo Catecismo: é grave, é cometido com pleno conhecimento e a pessoa que o comete dá o seu pleno consentimento.

De fato, o número 1859 do Catecismo detalha que o pecado mortal requer pleno conhecimento e total consentimento, pressupondo o conhecimento do caráter pecaminoso do ato e, portanto, da sua oposição à lei de Deus. Também implica um consentimento suficientemente deliberado a ponto de ser uma escolha pessoal. A ignorância fingida e a dureza de coração não diminuem, mas aumentam o caráter voluntário de um pecado.

Pecados veniais

Os pecados veniais são ofensas ao amor de Deus por nós e ao nosso amor pelo próximo. Embora não cortem o nosso relacionamento com Deus e com a vida da graça, os pecados veniais podem ter consequências de longo alcance. Muitas vezes, quando cometemos pecados veniais repetidamente, enfraquecemos a nossa determinação e ficamos muito mais sujeitos a cometer um pecado mortal.

A Igreja nos convida a confessar também os pecados veniais porque eles prejudicam a nossa relação com Deus e com os outros. Além disso, a confissão regular dos nossos pecados veniais nos ajuda a formar a nossa consciência, a lutar contra as más tendências, a deixar-nos curar por Cristo e a progredir na vida do Espírito, afirma o Catecismo em seu nº 1458.

A diferença básica entre pecados mortais e veniais é que somos obrigados a confessar todos os pecados mortais no sacramento da Reconciliação, pois ocultá-los deliberadamente já constitui por si só mais um pecado. Quanto aos pecados veniais, somos encorajados, mas não obrigados, a confessá-los também.

Os pecados veniais são tipicamente as nossas fraquezas cotidianas. Já os pecados mortais são aqueles que nos separam de Deus.

Tags:
DoutrinaPecadoPerdão
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia