Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 22 Fevereiro |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Os anjos da guarda podem ler os nossos pensamentos?

ángel

Shutterstock/Lane V. Erickson

Philip Kosloski - publicado em 26/05/23

Será que eles são capazes de invadir a nossa mente sem o nosso conhecimento ou consentimento?

Os católicos e muitos outros cristãos acreditam na existência dos anjos, incluindo a dos anjos da guarda, que são designados por Deus para nos proteger e guiar durante a nossa jornada terrena. Uma das perguntas que acompanha essa crença diz respeito à capacidade dos anjos de conhecer os nossos pensamentos.

Será que eles são capazes de invadir a nossa mente e ler os nossos pensamentos secretos?

A resposta curta é não.

Eles não têm acesso especial aos nossos pensamentos. Só Deus sabe exatamente o que se passa em nossa mente, pois Ele é o criador e sustentador de todos nós. S. Tomás de Aquino afirma isso com clareza na sua Summa Theologiae: “O que é próprio de Deus não pertence aos anjos” (I, 57, 4).

No entanto, embora os anjos não tenham acesso irrestrito aos nossos pensamentos, podemos revelar a eles de maneira espiritual o que se passa em nossa mente. O filósofo Peter Kreeft escreve em seu livro “Anjos e Demônios” que nós podemos “desejar revelar os nossos pensamentos e segredos ao nosso Anjo da Guarda, falando com ele como falaríamos mediante a oração com um santo humano no céu ou como conversaríamos com um amigo na terra”.

Na maioria dos casos, precisamos ser nós mesmos a revelar os nossos pensamentos ao nosso anjo da guarda.

Por outro lado, os nossos anjos da guarda têm inteligência incomparavelmente superior à nossa e são especialistas na arte da observação. Isto significa que, embora não tenham acesso aos nossos pensamentos sem o nosso consentimento, eles têm a capacidade sobrenatural de saber o que estamos pensando apenas por estarem conosco. S. Tomás de Aquino também explica este fato ao escrever: “O pensamento, às vezes, é descoberto não apenas por um ato externo, mas também pela mudança de semblante; e os médicos podem dizer algumas paixões da alma pelo mero pulso” (I, 57, 4).

Se queremos que o nosso anjo da guarda conheça verdadeiramente a nós e os nossos segredos ocultos, precisamos conversar com ele regularmente. Desta forma, ele poderá nos proteger ainda melhor, guiando-nos eficazmente para a vida eterna.

Tags:
AnjosDoutrinaliberdadeteologia
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia