Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

O viático na Igreja Católica: alimento para a grande viagem

Viático

Renata Sedmakova | Shutterstock

Dom Robert Reed - publicado em 09/06/23

A palavra latina "viaticum" significa "provisões para a viagem" - na Igreja, é associada aos Últimos Ritos para quem parte desta vida

A irmã Lydia, minha professora, levou cerca de 90 segundos para nos contar a história de São Tarcísio. Foi um átimo no tempo, mas eu nunca me esqueci dessa história, tamanho o seu impacto sobre mim.

Durante o século III, os cristãos só conseguiam se reunir na clandestinidade, para tentar driblar a perseguição. Um menino chamado Tarcísio (ao ouvir a história quando criança, eu o imaginei da minha idade, talvez um pouco mais velho) se ofereceu para levar a sagrada Eucaristia aos cristãos que estavam presos. No caminho, um grupo de amigos o viu e convidou para brincar.

Sabendo que ele era cristão e curiosos para ver o que ele estava levando numa dobra da roupa, os meninos tentaram arrancar-lhe o que ele guardava com tanto zelo. Muito rapidamente, aquele grupo de meninos se transformou numa pequena multidão enfurecida que passou a agredir Tarcísio. O menino caiu sob seus golpes – e morreu enquanto era levado embora, ainda com o viático firmemente agarrado ao peito.

Essa breve história contada pela irmã Lydia ensinou a esta criança sentada no fundo da sala 1-A que a fé na Presença Real de Jesus na Eucaristia remonta aos primeiros dias do cristianismo e sempre valeu a pena defender. E mais: aos olhos de Deus, o heroísmo, a santidade e o amor pela Eucaristia nunca foram reservados exclusivamente aos adultos. Meninas e meninos também são capazes de amar Jesus a ponto de morrer por Ele. A idade nunca foi barreira para a santidade.

Viático vem da palavra latina “viaticum“, literalmente “provisões para a viagem”. O termo era mais comumente associado aos Últimos Ritos para quem parte desta vida: a comunhão oferecida ao doente no sacramento da extrema-unção, após a última unção dos santos óleos e as orações pela sua alma. As “provisões” para esta grande viagem são nada menos que o precioso Corpo e Sangue de nosso Senhor, Jesus Cristo. A menor migalha da sagrada Hóstia ou a mínima gota do precioso Sangue contém Cristo por inteiro, e esta comunhão é destinada a fornecer o sustento espiritual necessário para a passagem da alma ao encontro com Deus e com a Sua justiça e misericórdia.

Mas acontece que a Eucaristia é o alimento para todos os dias da nossa vida – um sustento que traz ao nosso próprio corpo a realidade da carne e do sangue do Deus Encarnado, o Senhor Jesus Cristo, para o nosso bem espiritual e, sim, também físico e mental.

Que dom imenso Jesus nos deixou neste Santíssimo Sacramento! Como somos incrivelmente afortunados por ter a Deus tão perto de nós e saber que Ele nos alimenta consigo mesmo, o pão vivo que desce do céu. Quando passamos perto do sacrário e, sobretudo, quando o recebemos na missa ou na hora da partida deste mundo, estamos o mais perto possível do céu na terra. É o pão dos anjos o que consumimos; um mistério que apreendemos apenas com o consentimento da fé.

Os padres do Concílio Vaticano II ensinaram que a Eucaristia é a “fonte e o ápice da vida cristã”. Em outras palavras, para que uma vida seja verdadeiramente cristã, Jesus na Eucaristia deve ser não apenas uma parte da existência de uma pessoa, mas a realidade de onde tudo flui em sua vida e a meta para a qual tudo nesta vida se direciona.

E assim, enquanto trilhamos juntos esta árdua jornada, contamos com esse alimento celestial. Podemos sobreviver sem Jesus no domingo? E hoje?

“Dá-nos sempre deste pão”, dizia a multidão a Jesus. E Ele declarou: “Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim nunca terá fome; quem crê em mim nunca terá sede” (cf. Jo 6,34-35).

A Santíssima Eucaristia é verdadeiro alimento para este caminho desafiador. É um verdadeiro bálsamo para as feridas que nos dilaceram enquanto perseveramos. Por tudo isso, “viático” é uma palavra que sempre vale a pena retomarmos na prática da nossa fé, pelo seu poderoso lembrete de que, assim como o jovem Tarcísio, trilhamos este caminho com Jesus, o Cristo.

Tags:
DoençaEucaristiaJesusMorteSacramentos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia