Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 17 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Papa recitou o Angelus e almoçou com aqueles que o assistem no hospital

Pope Francis during his weekly general audience June 07 2023

Antoine Mekary | ALETEIA

I. Media - publicado em 12/06/23

Como no dia anterior, o Papa Francisco não tem febre e seus parâmetros cardiovasculares estão estáveis

A recuperação do Papa Francisco, que foi submetido a uma cirurgia na Policlínica Gemelli, em Roma, no dia 7 de junho, continua “de forma constante”, informou a Sala de Imprensa da Santa Sé por volta das 13h do dia 11 de junho de 2023. No quinto dia de sua hospitalização, ontem, o pontífice de 86 anos não recitou o Angelus dominical em público, mas em sua capela particular, e depois almoçou com os que o assistiam no Gemelli.

Como no dia anterior, o Papa Francisco não tem febre e seus parâmetros cardiovasculares estão estáveis, de acordo com a nota. O Papa foi submetido a fisioterapia respiratória e continuou sua reabilitação após uma operação para uma hérnia intestinal com risco de obstrução.

Pela manhã, o chefe da Igreja Católica acompanhou a missa pela televisão e recebeu a Eucaristia. Ao meio-dia, o Papa recitou o Angelus em um ambiente estritamente privado, na capela do apartamento que ele ocupa no 10º andar do hospital.

Público

No dia 10 de junho, a equipe médica explicou que havia aconselhado o Papa Francisco a não recitar o Angelus em público, como ele costuma fazer todos os domingos na hora do almoço, para permitir que a ferida cicatrizasse melhor. Essa foi a primeira vez desde sua eleição em 2013 que o pontífice argentino abandonou essa prática.

Em julho de 2021, durante sua primeira hospitalização no Gemelli, ele recitou essa oração mariana com a multidão de uma varanda do hospital. E durante os confinamentos da Covid-19, o Angelus do sucessor de Pedro foi transmitido em vídeo.

No domingo, o 266º Papa – que já completou cinco noites no Gemelli – almoçou com aqueles que o assistiram durante sua hospitalização, ou seja, os médicos, seu assistente pessoal de saúde Massimiliano Strappetti, as enfermeiras, os auxiliares e a equipe do Corpo de Gendarmaria do Vaticano.

No dia anterior, a Santa Sé havia anunciado que o Papa havia passado seu quarto dia no hospital entre “descanso” e “trabalho” e que, após dois dias de dieta líquida, ele havia retomado uma dieta mais branda.

Tags:
Papa FranciscoSaúdeVaticano
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia