Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Jovem morta em ataque a escola no Paraná era católica ativa na paróquia

Karoline Verri Alves e Luan Augusto, vítimas de ataque a escola em Cambé, PR

Grupo de Jovens I Lummi | Facebook

Karoline Verri Alves e Luan Augusto, vítimas de ataque a escola em Cambé, PR

Francisco Vêneto - publicado em 20/06/23

Uma das suas mais recentes participações na vida paroquial foi neste Corpus Christi, quando a jovem entrou com o lecionário durante a Procissão da Palavra na Missa solene

A jovem Karoline Verri Alves, de 16 anos, foi morta por um homem de 21 anos que invadiu o Colégio Estadual Professora Helena Kolody, em Cambé, norte do Paraná, na manhã desta segunda-feira, 19 de junho.

O criminoso é ex-aluno e, para entrar na escola, alegou que precisava de uma cópia do seu histórico escolar.

Ele também alvejou Luan Augusto, 16, namorado de Karoline. Baleado na cabeça, o rapaz chegou a ser levado, em estado gravíssimo, para o Hospital Universitário de Londrina, mas, infelizmente, não resistiu à gravidade do ferimento e faleceu na madrugada desta terça-feira.

A Polícia Militar (PM) foi acionada logo após os disparos e chegou em poucos minutos ao colégio. O assassino foi detido e encaminhado à delegacia. Com ele, segundo a PM, foram apreendidos uma machadinha e carregadores de revólver, além da arma usada no crime.

Nota de pesar da paróquia

Karoline era católica e muito atuante na Paróquia Santo Antônio, de Cambé, onde havia sido coroinha e participava do Grupo de Jovens I Lummi. Os pais dela são coordenadores da comunidade. Segundo nota da paróquia, uma das mais recentes participações de Karoline na vida paroquial foi neste Corpus Christi, quando a jovem entrou com o lecionário durante a Procissão da Palavra na Missa solene.

A nota da paróquia acrescenta:

“Neste momento de dor, a Paróquia Santo Antônio de Cambé e a Comunidade Nossa Senhora do Divino Amor transmitem os sentimentos e fazem orações pelos familiares das vítimas e à comunidade escolar psicologicamente abalada”.

Nota de pesar da arquidiocese

A Arquidiocese de Londrina também emitiu nota, via redes sociais, “pedindo ao Pai o conforto necessário neste momento de dor”. O texto assinado pelo arcebispo metropolitano, dom Geremias Steinmetz, ressalta:

“Nesse dia doloroso, pedimos que a força do Espírito Santo renove em todos o dom da fé unindo-nos aos mártires que entregaram suas vidas por Cristo, entre os quais a jovem estudante de Cambé-PR, seguidora de Jesus Cristo, integrante da comunidade cristã”.

Tags:
BrasilJovensViolência
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia