Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 23 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

“Foi Deus”, afirma mãe do garoto que saiu do coma depois de 16 dias

Garoto sai do coma depois de 16 dias

Instagram / @tayanegandra

Ricardo Sanches - publicado em 26/06/23

Guilherme ficou mundialmente conhecido após um vídeo comovente que viralizou na internet; a mãe dele conta a história de fé superação do garoto, que tem uma doença rara e incurável

Guilherme Gandra Moura tem só oito anos de idade e uma longa história de luta pela vida. O garoto nasceu com epidermólise bolhosa distrófica, uma doença genética, degenerativa e incurável que atinge quatro a cada um milhão de pessoas no Brasil.

A condição causa bolhas e graves lesões na pele ao menor contato ou impacto com objetos. As crianças que têm essa doença são chamadas de “crianças borboletas”, em referência à fragilidade da asa do inseto.

Por causa da doença, o garoto necessita de cuidados especiais. Ele sabe que não é tudo que pode fazer, pois precisa evitar machucados para não provocar lesões ainda mais graves. Por isso, o menino tem que se privar de muitas brincadeiras que as crianças da idade dele adoram, mas ele não reclama. “O Guilherme é um menino muito forte. Uma criança de muita fé, que tem esperança de dias melhores”, explica Tayane Gandra, mãe de Guilherme.

Desde que nasceu, o pequeno guerreiro Gui já passou por 23 internações e oito cirurgias.

Pneumonia e coma

A última internação do Guilherme foi no dia 5 de junho. Ele pegou uma pneumonia grave. Devido às dificuldades respiratórias, precisou entrar em coma induzido para ser entubado. A família ficou muito apreensiva, pois a entubação causaria grandes lesões internas no aparelho respiratório de Gui. “Fiquei com medo de ele não voltar do coma”, afirmou a mãe dele nas redes sociais.

Nos 16 dias que esteve em coma, a mãe não arredou o pé do hospital. Ficou ao lado do filho, orando por sua recuperação. Mas foi só ela sair para descansar um pouco em casa que, felizmente, o garoto despertou. O pai estava com ele na UTI, e ligou para Tayane ir correndo para o hospital, pois o pequeno Gui tinha perguntado por ela.

E foi o pai de Guilherme que filmou o reencontro emocionante entre mãe e filho. O vídeo mostra o choro e o abraço de saudade e gratidão dos dois: cenas comoventes que rapidamente viralizaram e comoveram a internet. Já são quase 100 milhões de visualizações no TikTok e cerca de 900 mil no Instagram.

View this post on Instagram

A post shared by Tayane Gandra (@tayanegandra)

“Foi Deus”

Em entrevista para o jornal O Globo, Tayane Gandra afirmou: “Os médicos fizeram tudo o que era possível na medicina, mas foi Deus que agiu nessa recuperação. Ele acordou com a cognição perfeita, e embaralha toda a medicina. Tem uma médica que fala que ele [o Guilherme] veio para rasgar todos os livros de medicina”.

Nas redes sociais, a mãe do Gui publicou: “Você é nosso milagre mais lindo, obrigada por ser tão nosso, te amamos infinito e além”.

Novos fãs e amigos

Os exemplos de fé, de força para lutar pela vida e de superação tornaram esse guerreirinho conhecido em todo o mundo. Pela internet, ele recebeu uma enxurrada de mensagens de carinho.

Gui também ganhou milhares de fãs e de novos amigos. Entre eles, os jogadores do Vasco, o time do coração do garoto. Alguns de seus ídolos foram visitar o menino no hospital. “Que Deus continue te abençoando, pequeno. Você é luz”, declarou Gabriel Pec, atacante do time carioca.

Tags:
DoençaFamíliaSuperação
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia